Navegue:
Carrefour (CRFB3) investirá R$ 2,1 bilhões para converter 124 lojas do BIG

Carrefour (CRFB3) investirá R$ 2,1 bilhões para converter 124 lojas do BIG

Compra do grupo BIG, fechada por R$ 7,5 bilhões, foi anunciada em março do ano passado

big

Foto: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

Após ver a compra do Grupo Big finalmente sair do papel, o Carrefour (CRFB3) anunciou que investirá R$ 2,1 bilhões para converter 124 lojas da empresa adquirida, segundo informado em documento publicado na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no domingo (12).

A compra do Carrefour, fechada por R$ 7,5 bilhões, foi anunciada em março do ano passado e promete criar um gigante do setor varejista. Os acionistas deram aval à operação em assembleia realizada no dia 19 de maio, após o processo ter passado pelo crivo do conselho de administração da companhia.

Com a ampliação do número de lojas, o Carrefour calcula o alcance a R$ 104 bilhões em vendas brutas totais no Brasil, um aumento de 29% sobre o patamar atual. O número de lojas totais do grupo avança 71%, passando de 548 para 936.

Dos R$ 2,1 bilhões destinados à conversão das lojas, R$ 1,9 bilhão serão investidos via Capex, ou seja, relacionado às despesas de capital, como investimentos em máquinas, equipamentos e outras benfeitorias nas instalações das empresas, e o restante em Opex, voltado ao controle despesas operacionais.

O investimento se dará em até dois anos, segundo a companhia.

⇨ Quer acompanhar as cotações das suas ações na B3 em TEMPO REAL? Inscreva-se no TradeMap!

Das 124 lojas do BIG que mudarão de bandeira, 70 terão a marca do Atacadão; 47, Carrefour; e sete se transformarão em Sam’s Club. Com as lojas estabelecidas, o grupo francês passará a ter 23,5% de participação no mercado brasileiro.

A compra do grupo Big faz com que a varejista francesa amplie presença nas regiões Sul e Nordeste do país.

De acordo com Jader Lazarini, analista CNPI da Agência TradeMap, a aquisição pode trazer “grandes sinergias geográficas entre as lojas do Carrefour e as unidades do BIG”. “Isso permitirá a expansão de formatos tradicionais, como atacado e hipermercados”, aponta em análise.

Leia a análise completa:

Carrefour (CRFB3): Sinergias geográficas com BIG vão ocorrer com ou sem ação do Cade; entenda

Compartilhe:

Compartilhe: