Vero protocola pedido para registro de IPO na CVM

A oferta, de distribuição primária e secundária de ações, contará com esforços de colocação das ações no exterior

Vero Reproducao Youtube
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A Vero, controlada pela Vinci Partners, protocolou nesta quarta-feira, 18, pedido para realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).      

De acordo com a minuta do prospecto preliminar arquivado na CVM, a oferta será constituída de distribuição primária, ou seja, quando os recursos levantados vão diretamente para o caixa da empresa, e secundária, quando os atuais acionistas vendem parte de suas fatias.           

Além disso, ela ainda poderá ser acrescida de lotes adicional, de até 20% do total de ativos inicialmente ofertados, e suplementar, de até 15% do total.      

Vale destacar que o lote principal será inteiramente primário. Somente os suplementares serão secundários. 

Segundo o jornal Estadão, a companhia pretende pode movimentar cerca de R$ 1 bilhão com o IPO, devendo informar o preço de cada papel em setembro deste ano. 

A operação será coordenada por Itaú BBA (líder), UBS BB, BTG Pactual, Santander, XP e J.P Morgan. 

Além disso, no exterior, serão realizados esforços de colocação dos ativos pelo Itau BBA USA, UBS Securities, BTG Pactual US Capital, Santander Investment Securities, XP Investments US e pelo J.P Morgan Securities. 

Nos Estados Unidos, será exclusivamente para investidores institucionais qualificados, residentes e domiciliados no país. 

Enquanto isso, nos demais países, será para investidores estrangeiros que sejam considerados não residentes ou domiciliados nos EUA. 

A empresa não comunicou para que serão utilizados os recursos obtidos com a tranche primária.  

Entretanto, afirmou que enquanto estes não forem efetivamente utilizados, eles poderão ser investidos em aplicações financeiras que ela acredita estarem alinhadas com sua política de investimento. 

A companhia disse visar a preservação de seu capital e investimentos com perfil de alta liquidez, “tais como títulos de dívida pública e aplicações financeiras de renda fixa contratados ou emitidos por instituições financeiras de primeira linha”. 

Sobre a Vero 

A Vero, fundada em 2019 em Minas Gerais, é uma provedora de internet que está presente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. 

Ela possui uma infraestrutura de cabos fiber-to-the-home (FTTH) de mais de 18,2 mil km em Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, abrangendo um total de 152 cidades. 

Atualmente, conta com aproximadamente 1.900 profissionais capacitados, entregando internet para aproximadamente 500 mil clientes no interior do Brasil, com mais de 1,8 milhão de homes passed. 

No primeiro semestre de 2021, a empresa registrou uma receita operacional líquida consolidada de R$ 190,6 milhões, alta de 148,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.  

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado do período cresceu 148,7% na mesma base de comparação, para R$ 90,5 milhões. 

A margem Ebitda ajustada permaneceu em 47,5%. 

Lâmina de IPO      

Agora você pode analisar todos os IPOs em andamento na CVM direto pelo TradeMap!      

Acesse nosso portal, clique no Módulo de Ações e, em seguida, selecione a aba “IPOs”, que fica na barra superior central da tela.      

Por lá, você conseguirá acompanhar todas as atividades relacionadas à oferta pública inicial, como valor da operação, faixa estimada pelos coordenadores, cronograma do IPO e muito mais!      

O que é bookbuilding e para que serve?      

De um modo resumido, o bookbuilding é o processo utilizado para definir um preço justo para o IPO ou oferta subsequente de ações (follow on), que seja adequado à intenção de compra dos investidores.      

Por isso, durante o processo, os coordenadores da oferta estudam e avaliam a demanda de seus ativos no mercado. Assim, eles conseguirão estimar o preço que poderá praticar e a quantidade de ações ou títulos que poderão ser oferecidos. Veja mais detalhes aqui.   

Foto: Vero/Youtube Reprodução 

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais