Navegue:
Dori Alimentos protocola pedido para registro de IPO

Dori Alimentos protocola pedido para registro de IPO

A oferta, de distribuição primária e secundária de ações, será coordenada por Itaú BBA, J.P Morgan, XP e Banco Safra

Dori Alimentos Foto PSB
Por:

Compartilhe:

Por:

Dori Alimentos protocolou nesta terça-feira, 10, um prospecto para oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).    

Conforme a minuta do prospecto preliminar arquivada na CVM, a oferta será constituída de distribuição primária, ou seja, quando os recursos levantados vão diretamente para o caixa da empresa, e secundária, quando os atuais acionistas vendem parte de suas fatias.        

Ela ainda poderá ser acrescida de um lote adicional, de até 20% do total de papéis inicialmente ofertados, e um lote suplementar, de até 15% do total.    

A operação será coordenada por Itaú BBA (líder), J.P Morgan, XP e Banco Safra. 

Os recursos provenientes da tranche primária serão usados para:       

  • Quitação de debêntures privadas;  
  • Reforço da estrutura de capital, para sustentar o plano de crescimento orgânico da companhia. 

Sobre a Dori Alimentos 

A Dori Alimentos, fundada em 1967, é dona de marcas como Dori, Pettiz, Gomets, Bolete, Yogurte 100, Chococandy e Disqueti. 

De acordo com a companhia, seus “snacks” incluem amendoins, chocolates, balas (de goma, duras e mastigáveis), pirulitos, entre outros.  

A empresa conta com 7 centros de distribuição nas regiões Sudeste, Sul, Norte e Nordeste do país, atingindo mais de 154 mil pontos de venda por todo o território nacional. 

Nos últimos 12 meses finalizados em 30 de junho, sua receita bruta somou R$ 1,134 bilhão, enquanto a receita operacional líquida do período chegou a R$ 853,1 milhões. 

Seu negócio de exportações representou 11,4% do faturamento líquido, alcançando mais de 50 países. 

Enquanto isso, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 129,6 milhões. 

Lâmina de IPO    

Agora você pode analisar todos os IPOs em andamento na CVM direto pelo TradeMap!    

Acesse nosso portal, clique no Módulo de Ações e, em seguida, selecione a aba “IPOs”, que fica na barra superior central da tela.    

Por lá, você conseguirá acompanhar todas as atividades relacionadas à oferta pública inicial, como valor da operação, faixa estimada pelos coordenadores, cronograma do IPO e muito mais!    

O que é bookbuilding e para que serve?    

De um modo resumido, o bookbuilding é o processo utilizado para definir um preço justo para o IPO ou oferta subsequente de ações (follow on), que seja adequado à intenção de compra dos investidores.    

Por isso, durante o processo, os coordenadores da oferta estudam e avaliam a demanda de seus ativos no mercado. Assim, eles conseguirão estimar o preço que poderá praticar e a quantidade de ações ou títulos que poderão ser oferecidos. Veja mais detalhes aqui. 

Foto: PSB

Compartilhe: