Navegue:
Ação da 3R Petroleum (RRRP3) segue petróleo e sobe, apesar de prejuízo no 1º trimestre

Ação da 3R Petroleum (RRRP3) segue petróleo e sobe, apesar de prejuízo no 1º trimestre

União Europeia disse que vai banir de forma gradual as importações de óleo e derivados vindos da Rússia

3R Petroleum Divulgacao

Foto: Divulgação 3R Petroleum

Por:

Compartilhe:

Por:

As ações da 3R Petroleum (RRRP3) começam esta quarta-feira (4) entre as maiores altas do Ibovespa logo neste início de pregão, repercutindo tanto os resultados da empresa no primeiro trimestre como a alta de mais de 4% nos preços do petróleo após a União Europeia anunciar que vai banir de forma gradual as importações de óleo e derivados vindos da Rússia.

A 3R Petroleum divulgou um prejuízo líquido R$ 335,1 milhões no primeiro trimestre, resultado sete vezes maior que a perda de R$ 43,9 milhões observada no mesmo período de 2021. O resultado, no entanto, foi reflexo de um aumento nas despesas da companhia com operações financeiras sem efeito no caixa.

A empresa disse que precisou registrar as perdas contábeis porque a valorização cambial e o forte aumento do preço do petróleo no mercado internacional prejudicaram alguns contratos de proteção contra a queda no preço do barril, bem como aplicações financeiras atreladas ao dólar.

A receita líquida da empresa, porém, quase triplicou ante o primeiro trimestre de 2021, para R$ 375,2 milhões, enquanto o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado cresceu 2,5 vezes, para R$ 198,5 milhões, na mesma base de comparação.

No âmbito operacional, a produção total da 3R Petroleum somou 9,1 mil boe (barril de petróleo equivalente) por dia, uma elevação de 67,9% na base anual. O preço médio de venda de óleo foi de US$ 93,80 o barril, uma alta de 72,7% em relação ao primeiro trimestre de 2021, enquanto o preço médio de venda de gás subiu 81,5% no período, para US$ 5,9 por milhão de BTU.

Petróleo em alta de novo

Um fator que dá suporte aos preços da ação da 3R Petroleum e de outras empresas do setor petrolífero nesta quarta-feira (4) é a valorização da commodity após a União Europeia anunciar que vai gradualmente parar de comprar petróleo da Rússia.

No primeiro trimestre, o receio de que sanções deste tipo seriam aplicadas foi um dos fatores que levou o valor do barril de petróleo a passar de US$ 100. Até então, no entanto, os europeus estavam reticentes em adotar o embargo ao petróleo russo porque vários países da região são amplamente dependentes.

Hoje, porém, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que a o bloco vai banir as importações de petróleo da Rússia dentro de seis meses e, em um ano, deixará de comprar derivados da commodity vindos do país vizinho.

Leia também:
Petróleo sobe 4% após plano europeu para deixar de comprar o produto da Rússia

Por volta de 11h40 (de Brasília), o preço do petróleo tipo Brent subia 3,3% no mercado futuro da ICE, para US$ 108,44 o barril. As ações ordinárias da 3R Petroleum, por sua vez, operavam com alta de 0,8% de alta, negociadas a R$ 43,91. Já o Ibovespa operava em queda de 1,40%, aos pontos 105.025, à espera da decisão de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos.

Compartilhe: