Navegue:
Minério de ferro despenca quase 9% após investigação chinesa sobre mercado à vista, diz agência

Minério de ferro despenca quase 9% após investigação chinesa sobre mercado à vista, diz agência

O contrato mais negociado do minério de ferro na Bolsa de Commodities de Dalian, para setembro, encerrou o pregão em queda de 8,8%

Minério de ferro (Unsplash)
Por:

Compartilhe:

Por:

Os contratos futuros do minério de ferro negociados no continente asiático apresentaram queda nesta segunda-feira, 21, após autoridades da China iniciarem uma investigação sobre o mercado “spot” da commodity.

Isso ocorreu, de acordo com a agência de notícias Reuters, uma vez que as cotações da matéria-prima siderúrgica ficaram no mesmo patamar elevado mesmo com alertas contrários ao entesouramento e à especulação.

O contrato mais negociado do minério de ferro na Bolsa de Commodities de Dalian, para setembro, encerrou o pregão em queda de 8,8%, a 1.121 yuanes (US$ 173,31) por tonelada. Ele chegou a tocar uma mínima de 1.118,50 yuanes, menor nível desde 8 de junho.

Enquanto isso, o contrato mais ativo da Bolsa de Valores de Cingapura, para julho, fechou com retração de 5,7%, para US$ 195,05 a tonelada – esse também foi o menor nível desde 8 de junho.

Os futuros do aço também caíram, com o vergalhão negociado na bolsa de futuros de Xangai cedendo 4,2%. A bobina laminada a quente recuou 4,3%, enquanto o aço inoxidável perdeu 0,6%.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (NRDC, na sigla em inglês) e a Administração Estatal para Regulação do Mercado prometeram “punir e divulgar estritamente” irregularidades de mercado, como preços exagerados e entesouramento.

Foto: Unsplash

Compartilhe: