Navegue:
Ministério da Economia: Bruno Funchal e secretário do Tesouro deixam cargos

Ministério da Economia: Bruno Funchal e secretário do Tesouro deixam cargos

Saída ocorre em meio à possibilidade de desrespeito ao teto de gastos

antonio cruz agencia brasil

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Por:

Compartilhe:

Por:

O Ministério da Economia informou que Bruno Funchal, secretário especial do Tesouro e Orçamento, e Jeferson Bittencourt, secretário do Tesouro Nacional, pediram exoneração de seus cargos ao ministro Paulo Guedes, nesta quinta-feira, 21.

Em nota à imprensa, o Ministério informa que a decisão de ambos é de “ordem pessoal”. Também pediram exoneração a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, “por razões pessoais”, segundo a pasta.

“Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto quanto da STN”, afirmou o Ministério, na nota.

A saída dos executivos ocorre no contexto do pagamento do Auxílio Brasil no valor de R$ 400, requerido pelo presidente Jair Bolsonaro e endossado por Guedes, que causaria um desrespeito ao teto de gastos, com a abertura de um espaço superior a R$ 80 bilhões no Orçamento de 2022.

Leia mais:

Nesta quinta-feira, 21, o Ibovespa foi fortemente pressionado pela instabilidade política, encerrando o dia em queda de 2,75%, aos 107.735,01 pontos. O dólar subiu 1,52%, a R$ 5,64.

Compartilhe:

Compartilhe: