Navegue:
Inflação menor? Itaú reduz previsão de alta do IPCA de 2022 após governo diminuir imposto

Inflação menor? Itaú reduz previsão de alta do IPCA de 2022 após governo diminuir imposto

Expectativa foi reduzida após limitação das alíquotas do ICMS de combustíveis, energia e telecomunicações

carrinho de compras para matéria sobre ações que oferecem proteção contra alta da inflação

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

Com a redução das alíquotas de ICMS de combustíveis, energia e telecomunicações, o Itaú Unibanco revisou para baixo sua projeção para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 2022.

O banco estima agora que os preços subirão 7,5% neste ano, contra estimativa anterior de 8,7%.

A alíquota do ICMS passou a ter um  limite de 17% para bens e serviços considerados essenciais e, segundo o Itaú, a medida reduzirá a inflação em 1,12 ponto porcentual.

A instituição financeira ainda citou a decisão dos estados de São Paulo e Goiás de reduzirem suas alíquotas. “A tendência é que a maioria dos estados sigam o mesmo movimento”, afirmou a instituição financeira, que estima que os revendedores repassarão 80% da redução no imposto da gasolina ao consumidor.

Saiba mais: 
Após reajuste: Mendonça, do STF, determina que Estados unifiquem ICMS de combustíveis

O Itaú manteve a projeção para a inflação de 2023 em 5,6%.

Apesar de apontar que algumas reduções de tributos sobre combustíveis devem se reverter no ano que vem, o que elevaria os preços, o banco considera que a piora fiscal, com o governo querendo aprovar um aumento no Auxílio Brasil, contrabalanceia esse impacto.

⇨ Aproveite o mercado cripto antes que seja tarde no curso gratuito Desmistificando criptos, nft e Metaverso!

Compartilhe:

Compartilhe: