Governo prevê crescimento acima de 2% no PIB de 2023, mas mercado espera menos de 1%

Governo também elevou previsão de inflação, mas para níveis mais alinhados com expectativas do mercad

dinheiro real
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Ministério da Economia reduziu a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) deste ano e do ano que vem, mas insistiu que em 2022 o ritmo de alta será superior a 2%, enquanto especialistas esperam menos da metade disso.

A estimativa de crescimento do PIB de 2021 caiu de 5,3% para 5,1%, enquanto a estimativa para 2022 passou de 2,5% para 2,1%. A edição mais recente do Boletim Focus do Banco Central, que contém previsões de instituições financeiras a respeito da economia, aponta taxas menores – de 4,88% para este ano e de 0,93% no próximo.

O governo justificou a previsão otimista para o crescimento em 2022 citando “dados positivos do mercado de trabalho, que vem se recuperando da queda na pandemia, e no alto volume de investimento contratado para o
ano que vem”.

quadro pib
Fonte: Secretaria de Política Econômica / Ministério da Economia

“Os dados da PNAD mostram aumento da população ocupada neste ano em 5,7 milhões de trabalhadores, considerando o ajuste sazonal. Ou seja, um crescimento superior a 6,7% do total de empregados. Deste total de funcionários acrescidos à estrutura produtiva, quase 4,0 milhões são do setor informal e 1,7 milhão são novos
postos de trabalho com carteira assinada.”

“Dada a característica de menor rigidez no setor informal, que foi o mais penalizado na pandemia, espera-se tempestiva recuperação dos empregos. Os dados do CAGED, ajustados sazonalmente, confirmam o resultado encontrado na PNAD, que até setembro de 2020 foi adicionado em mais de 2,3 milhões de empregos formais”, afirmou o governo em relatório.

Inflação

O Ministério da Economia também revisou as previsões para a inflação. A expectativa para a alta do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) aumentou de 7,9% para 9,7%. Para 2022, a projeção passou de 3,75% para 4,70%. A partir de 2023, a projeção converge para a meta: 3,25% em 2023 e 3,00% de 2024 em diante.

No Boletim Focus mais recente, a previsão para a inflação em 2022 é de 9,7%, enquanto para 2022 a expectativa é de uma taxa de 4,79%. Para 2023, a estimativa é de 3,32%, enquanto para 2024 a previsão de inflação é de 3,09%.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais