Tesouro Direto terá novos títulos a partir desta segunda-feira

Getty Images

O Tesouro Nacional informou que o Tesouro Direto terá a partir desta segunda-feira, 10, novos títulos para o investidor.

Agora, quem investe nessa modalidade de renda fixa poderá comprar os seguintes títulos:

  • Tesouro Prefixado com vencimentos em 1º de março de 2023 e com vencimento em 1º de janeiro de 2026
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais com vencimento em 1º de janeiro de 2031
  • Tesouro IPCA com vencimento em 15 de agosto de 2026
  • Tesouro IPCA com Juros Semestrais com vencimento em 15 de agosto de 2030, 15 de agosto de 2040 e 15 de maio de 2055
E o que são esses títulos?

Os prefixados são títulos que pagam um juro definido antes mesmo da aplicação, ou seja, o investidor sabe exatamente quanto vai receber no vencimento do produto.

Alguns têm juros semestrais, o que significa que o investidor recebe o rendimento por semestres ao longo da aplicação. Dessa forma, na data de vencimento do título, ele só obtém o montante investido e o rendimento do último semestre.

Já os títulos pós-fixados são corregidos por algum indexador, como a Selic ou o IPCA. Assim, o rendimento é composto pela variação da taxa básica de juros ou inflação mais uma taxa predefinida.

Leia também: o que é o Tesouro Direto?

Deixam de ser negociados

A partir de hoje também deixam de ser ofertados:

  • Tesouro Prefixado com vencimento em 1º de janeiro de 2022 e em 1º de janeiro de 2025
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais com vencimento de 1º de janeiro de 2029
  • Tesouro IPCA com vencimento em 15 de agosto de 2024
  • Tesouro IPCA com Juros Semestrais com vencimentos em 15 de agosto de 2026, 15 de maio de 2035 e 15 de agosto de 2050

Foto: Getty Images

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp