Termina hoje prazo de reserva para follow on do BB

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Banco do Brasil (BBAS3) anunciou no início deste mês a realização de uma oferta subsequente de ações, conhecida como follow on. Os investidores que desejam participar do processo têm até hoje, 16, para reservar os papéis ordinários da estatal, enquanto a precificação dos ativos acontece amanhã.

A oferta do BB prevê restrição de venda (lock-up) de 45 dias, ou seja, os investidores que aderirem à operação não poderão se desfazer dos papéis até o dia 6 de dezembro. Esse movimento, geralmente usado na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), tem como objetivo controlar o preço das ações nos primeiros dias de negociações.

Entretanto, como o Banco do Brasil já tem ações listadas na bolsa brasileira, a operação pode afastar o pequeno investidor do follow on, já que ele pode adquirir os papéis disponíveis no mercado e, assim, não ficar travado.





A oferta consiste na distribuição de 132.506.737 ações ordinárias, sendo que 68.506.737 dos papéis são de titularidade do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS) e 64 milhões dos ativos são mantidos em tesouraria pelo BB.

→ Leia mais: Banco do Brasil (BBAS3) anuncia oferta secundária de ações

Se considerarmos o preço de fechamento de ontem, em R$ 44,38, o follow on poderia movimentar cerca de R$ 5,9 bilhões.

Os bancos coordenadores serão:

  • Caixa Econômica Federal
  • BB Investimentos
  • Credit Suisse
  • Itaú BBA
  • P. Morgan
  • XP Investimentos

Foto: Pilar Olivares/Reuters

Leia também:   Bolsas internacionais sinalizam leve queda nesta segunda-feira

Tags:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp