O que são desdobramentos?

O que são desdobramentos

Hey, marujos!

Já reparou o que tem acontecido ultimamente com as ações que realizaram desdobramentos de suas ações? A maioria delas teve resultados positivos logo na sequência do aumento de seu número de ativos.

A pergunta é: por que isso ocorre?

Desdobramentos e Agrupamentos

Primeiro, vamos entender exatamente o que é um desdobramento, certo? Esse evento corporativo é uma decisão da companhia de aumentar o número de ações da empresa, ou seja, cada acionista que possuía uma quantidade x de papéis (exemplo 100) passará a ter um múltiplo desse valor de acordo com o desdobramento.

Caso uma empresa passe um desdobramento de 1 por 2 o acionista passaria a ter 200 ações e, dessa forma, o preço de cada papel que valia R$ 10 passa a valer R$ 5

Em contrapartida, o preço das ações é dividido pela mesma proporção do desdobramento de modo que o valor financeiro investido na empresa se mantenha o mesmo.

Já um agrupamento é o movimento contrário da empresa: ela decide dividir a quantidade de ações de cada acionista multiplicando o preço da ação na mesma proporção.

Em um agrupamento de 2 para 1 o acionista que tinha 100 ações passa a ter 50 e o preço de cada ação vai de R$ 10 para R$ 20

De certa maneira, isso significa que uma empresa tem algum tipo de controle sobre o preço de suas ações e pode escolher o patamar ideal que elas são negociadas. Sendo assim, pode decidir ser mais ou menos atrativa aos pequenos investidores.

Por que as ações desdobradas subiram?

Um efeito que é possível de perceber – e tem ocorrido com as últimas ações que desdobraram – foi uma alta do valor dos papéis depois do split (termo também usado para desdobramento, em inglês). Não há uma regra para que isso ocorra, mas podemos observar que aconteceu na prática.

Há alguns motivos para o mercado ver com euforia o desdobramento dos ativos.

Em primeiro lugar, os papéis desdobrados ficam mais baratos e mais acessíveis aos pequenos investidores. Como o mercado inteiro observa esse fato, ele já prevê que haverá um aumento de demanda por essas ações. Assim, o investidor que espera esse movimento se antecipa e compra as ações no anúncio do desdobramento.

Outra razão é que apenas as ações em processos de crescimento conseguem fazer desdobramentos. Um ativo em queda tem mais dificuldade de dividir o preço de suas ações sem ser considerada uma ação de qualidade duvidosa (que é negociada a valores muito pequenos).

Em geral, as ações que estão com valores muito comprimidos por muita venda no mercado têm que realizar as operações inversas, de agrupamento, para se manter num patamar de preço interessante.

A queda recente da taxa de juros tem atraído cada vez mais pessoas para a renda variável. Com a combinação de um patamar de preços mais acessível e essa entrada de novos investidores no mercado de ações, há uma corrida por esses papeis que desdobram. Isso, por outro lado significa que o mercado comprador está aquecido (bull market) e há investidores aceitando cada vez mais risco.

Por isso, é sempre bom lembrar que é muito importante verificar se os efeitos da alta permanecem para que a empresa seja um investimento interessante de longo prazo, certo?

Deixe seu comentário abaixo, marujo. Até a próxima!

Foto: Reprodução

Escrever um comentário