O que é a bolsa de valores e como funciona?

Dúvidas sobre o mercado financeiro

Por acaso você já se perguntou onde ocorre a maioria das negociações do mercado financeiro e ainda não encontrou uma resposta concreta? A bolsa de valores costuma ser uma grande incógnita para quem não a conhece e, por isso, ela acaba criando inúmeras dúvidas para os não familiarizados.

Mas fique tranquilo caso você ainda tenha dúvidas em relação à bolsa, já que a cultura do investimento é pouco impulsionada aqui no Brasil. Em razão disso, o TradeMap planeja mudar essa situação e democratizar o mercado financeiro! (saiba mais)

De acordo com dados da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), a nossa bolsa, apenas 1,590 milhão de pessoas físicas investem em renda variável, ou seja, menos de 1% da população brasileira.

Esse levantamento mostra ainda que o número de investidores tem uma grande divergência entre os gêneros. Em novembro de 2019, apenas 366.313 (22,66%) mulheres aplicavam na bolsa, enquanto os homens representavam um total de 1.244.339 (75,75%).

Dito isso, que tal aprendermos mais sobre a bolsa, hein?

Afinal, o que é a bolsa de valores?

A bolsa de valores é um ambiente onde são negociados vários tipos de investimentos e fundos de empresas de capital aberto. Aqui no Brasil temos a Bolsa de Valores de São Paulo, ou conhecida também como B3.

→ Leia também: Como começar a investir no mercado financeiro?

De uma forma básica, a bolsa permite ao investidor comprar ou vender seus títulos emitidos por companhias listadas, que podem ser de capitais públicos, mistos ou privados. Essas operações devem ser feitas por intermédio de corretoras, que funcionam como uma “ponte” entre o investidor e a bolsa.

Invista na Bolsa de Valores
Infográfico desenvolvido por TradeMap
Vamos a um exemplo?

Imagine um shopping, onde várias lojas vendem determinados produtos. A bolsa de valores funciona de forma parecida: existem pessoas que querem comprar, enquanto outras querem vender.

Como funciona a bolsa?

Para entender como funciona a bolsa é fácil! Uma empresa decide vender suas ações em troca de dinheiro, e usa a bolsa como ambiente de transação. Por sua vez, os interessados podem ser “sócios” dessa companhia, uma vez que compram fatias do negócio.

O processo de abertura de capital é conhecido pelo jargão IPO no mercado, que significa Initial Public Offering, da sigla em inglês. Este é o primeiro passo para que a companhia passe a negociar seus papéis na bolsa de valores e é denominado mercado primário.

Após essa etapa, o investidor que comprou os ativos ofertados pela companhia pode vendê-los para outros investidores e, assim, continuar o ciclo de volatidade.

Basicamente, a bolsa funciona com diversas ordens de compra e venda que ocorrem durante todo pregão. Atualmente, as principais bolsas de valores do mundo negociam online, pelo Home Broker ou Multibroker.

Mas para que uma companhia abre capital na bolsa?

Existem três formas de uma empresa financiar seus projetos:

  • Utilizar o dinheiro do próprio caixa
  • Pegar um valor emprestado de alguma instituição financeira
  • Vender uma parte de seu patrimônio

Quando uma companhia atinge certo tamanho, o mais vantajoso acaba sendo vender uma fração de seu capital, conhecida como ação, ativo ou papel.

Dessa forma, o investidor que comprar os papéis da empresa vai se tornar um sócio e receberá parte do lucro da companhia, os chamados dividendos. Cada companhia listada na B3 tem o dever de repartir, pelo menos, 25% do lucro com os seus acionistas, conforme decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A divisão ocorre de forma proporcional a quantidade que cada investidor possui em ativos.

É possível operar na bolsa de valores pelo TradeMap?

Sim! Agora é possível acompanhar os principais títulos das bolsas brasileira e dos Estados Unidos, além, é claro, de enviar ordens reais pelo Multibroker do TradeMap. Tudo em um só lugar!

Antes de tudo, o Multibroker é uma ferramenta que permite ao investidor integrar a corretora da qual opera com o TradeMap e garantir, assim, uma plataforma repleta de conteúdo e informação, com agilidade e segurança.

Para ter acesso ao Multibroker é necessário ser um usuário Premium. Basta clicar aqui e efetuar seu cadastro. Feito isso, agora é só fazer a sincronização com a corretora e prontinho! Veja só:

No App

Acesse o módulo de Ações do nosso aplicativo e selecione a opção Custódia. Escolha sua corretora e faça a sincronização com o Multibroker! Simples, não?

Web

Já no TradeMap Web, clique no botão no canto superior direito da tela (aquele com as iniciais do seu nome e sobrenome). Feito isso, clique em Configurações e, na aba corretoras, selecione o nome da sua corretora para sincronizar com o Multibroker. Prontinho.

Baixe nosso app gratuito e cadastre-se para ser Premium!

Torne-se um usuário Premium e tenha acesso ao Multibroker agora mesmo para navegar pelo mercado financeiro em tempo real no seu celular e desktop.

Lembrando que a nossa plataforma Premium está no período gratuito de teste, hein! Corra e faça seu cadastro para usar todas ferramentas a seu favor!

googleplay
appstore

Vale lembrar que as nossas postagens não apresentam nenhuma recomendação de investimento, hein! 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp