Marisa anuncia oferta pública de ações para dezembro

Lojas Marisa

O conselho administrativo da varejista Marisa (AMAR3) aprovou ontem, 25, a realização de uma oferta pública primária (follow on). Ela consistirá na distribuição de, inicialmente, 46.875.000 de ações ordinárias.

De acordo com a companhia, a oferta pública pode ser acrescida em 9,3 milhões de ativos com um lote suplementar, o que representa 20% do lote principal. Além do mais, a Marisa também informou que haverá a possibilidade de um lote adicional de 5,2 milhões de papéis, equivalente a 11% do total ofertado.

O valor por ativo será fixado após o procedimento de Bookbuilding, em 4 de dezembro, mas a Marisa apontou como preço indicativo a cotação de fechamento na bolsa de valores brasileira de ontem, de R$ 10,65. Com isso, o follow on movimentaria entre R$ 499,2 milhões e R$ 654,5 milhões.

Os bancos coordenadores da oferta serão:

  • Itaú BBA
  • Bradesco BBI
  • Bank of America
  • BB Investimentos

As novas ações ordinárias da Marisa serão negociadas na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) a partir do dia 6 de dezembro, com data de liquidação física e financeira marcada para o dia 9 do mesmo mês.

O que é Bookbuilding?

De um modo resumido, o Bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado.

Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou follow on. Leia mais.

Foto: Divulgação