IGP-M sobe 2,09% em dezembro, diz FGV

Foto: iStock Photos

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 2,09% em dezembro, bem acima do apurado em novembro, quando registrou alta de 0,30%, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira, 27.

Em relação ao mesmo período de 2018, o índice havia caído 1,08% no mês e concentrava alta de 7,54% em 12 meses. Já entre janeiro e dezembro de 2019, o indicador acumulou crescimento de 7,30%.

O IGP-M em dezembro ficou pouco abaixo do esperado por 29 consultorias e instituições financeiras, que estimavam um crescimento de 2,12% para o índice. No ano, a projeção era de alta de 7,33%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) avançou para 2,84% em dezembro, após alta de 0,36% em novembro. Na análise por estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais subiu 3,31% em dezembro, contra 0,77% no mês anterior.

Já a taxa de variação do grupo Bens Intermediários variou de 0,49% em novembro para 0,43% em dezembro. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a construção, cujo percentual passou de 0,48% para -0,07%.

Por sua vez, o índice do grupo Matérias-Primas Brutas passou de -0,23% em novembro para 5,03% em dezembro. Contribuíram para o avanço da taxa do grupo os seguintes itens: minério de ferro (-11,21% para 3,38%), bovinos (8,02% para 19,57%) e café (em grão) (3,60% para 15,57%). Em sentido oposto, destacam-se os itens cana-de-açúcar (1,22% para -0,63%), laranja (8,90% para -2,50%) e mandioca (aipim) (9,55% para 6,45%).

Enquanto isso, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,84% em dezembro, após alta de 0,20% em novembro. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram avanço em suas taxas de variação.

Foto: iStock Photos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp