Governo vai liberar FGTS e PIS; ação movimenta varejistas na B3

FGTS

Atualização

A pasta de Economia do governo anunciou hoje (18) que refez os cálculos e estima liberar cerca de R$ 30 bilhões com os saques do FGTS. Além disso, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou que o anúncio oficial de medidas relacionadas ao fundo deve ser feito apenas nas próximas semanas.

17 de julho

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ao jornal Valor Econômico que o governo possui medidas atreladas ao estímulo econômico do país. De acordo com o político, na quinta-feira (18) será anunciado as regras de liberação do saque do PIS/Pasep e de contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Segundo Guedes, a expectativa é que seja liberado R$ 42 bilhões destinados ao FGTS – sacado no mês de aniversário de cada correntista – e R$ 21 bilhões ao PIS/Pasep. No entanto, ele disse que provavelmente somente R$ 2 bilhões devem ser efetivamente retirados pelos trabalhadores.

“Agora, com o avanço na tramitação da Previdência, podemos levar essas medidas adiante”, afirmou ao jornal.

Enquanto isso, os papéis das varejistas estão em alta no pregão de hoje, devido a perspectiva de que a liberação do FGTS ocorra e aumente o consumo prestado por companhias de varejo. O Magazine Luiza (MGLU3), por exemplo, subiu 4,02%, às 11h21, na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão). Além do mais, o Bradesco BBI elevou a recomendação para os ativos do Magazine de “neutral” para “outperform”, com preço-alvo de R$ 320.

Uma pesquisa realizada em 2013 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que a taxa de poupança nacional era de 16,2% do PIB (Produto Interno Bruto). Já um estudo feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do SPC Brasil mostra que um a cada cinco brasileiros economiza dinheiro para o futuro. Dessa forma, a liberação do FGTS e PIS refletem diretamente no consumo de grandes varejistas e, assim, a valorização no mercado financeiro.

Acompanhe o mercado financeiro em tempo real com o TradeMap! Veja:

Tela de ações do MGLU3 no TradeMap

Mercado Imobiliário

De acordo com o portal de notícias InfoMoney, essa estratégia do governo preocupa o setor imobiliário, uma vez que o fundo até então é destinado (fora o saque por demissão sem justa causa, aposentadoria e outros fatores empregatícios) à compra da casa própria.

Escrever um comentário