Dados econômicos dos EUA geram preocupação no mercado global; mais notícias

EUA - Foto de Deposit Photos

Com dados fracos da indústria norte-americana, as bolsas dos Estados Unidos registram queda e pressionam sinais de contração econômica no país. Ontem, o índice ISM Manufacturing caiu de 49,1 pontos para 47,8 pontos, enquanto o mercado estimava um crescimento acima da casa dos 50 pontos, que significaria uma perspectiva positiva da indústria.

→ Leia mais: Reforma da Previdência no radar e outras notícias

Enquanto isso, nesta terça-feira (2) a ADP (Automatic Data Processing) revelou que em setembro as empresas dos EUA adicionaram somente 135 mil empregos no setor privado.

A estimativa do mercado era que os Estados Unidos gerassem ao menos 140 mil vagas. Há cerca de um mês o relatório apresentava a criação de 157 mil vagas. Essa queda sinalizou um alerta para o mercado, com um possível enfraquecimento na atividade econômica.

De acordo com a Reuters Brasil, a Wall Street mostrava desempenho negativo, com o S&P em baixa de 1,7%, enquanto o Dow Jones registrava queda de 1,6 ponto percentual.

O presidente estadunidense Donald Trump disse que o Federal Reserve (banco central americano) e o líder da autarquia monetária, Jerome Powell, “permitiram” que o dólar ficasse tão forte contra as demais moedas que os fabricantes da maior economia do mundo estariam sendo afetados. Por fim, voltou a mencionar que a taxa básica de juros está alta.

Paz?

Segundo o Valor Investe, uma autoridade da Casa Branca afirmou que representantes comerciais dos Estados Unidos e da China retomarão as negociações na próxima semana em Washington.

O conselheiro de Comércio Exterior da Casa Branca, Peter Navarro, declarou ontem que Trump iria se encontrar com o vice-premiê chinês, Liu He, no dia 10 deste mês.

Ibovespa

Por conta dos dados americanos abaixo do esperado, o Ibovespa também reage negativamente à reforma da Previdência aqui no Brasil.

Apesar da aprovação do texto-base no plenário do Senado ser um resultado positivo ao mercado, um dos destaques aprovados ontem vetou mudanças no abono salarial. Dessa forma, a economia foi desidratada em R$ 76,4 bilhões em dez anos.

→ Leia também: Senado aprova texto-base da reforma da Previdência, mas destaque do abano salarial não agrada

Por volta das 15h30, o Ibovespa operavam em queda de 2,67%, a 101.280 pontos. Você pode acompanhar a cotação em tempo real no TradeMap.

 

Ibovespa, às 15h30, no TradeMap
Ibovespa, às 15h30, no TradeMap

Foto: Deposit Photos

Escrever um comentário