CVM suspende emissão de debêntures da Petrobras (PETR4) em até 30 dias

Foto: Ale Silva/Futura Press/Folhapress

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu por até 30 dias a oferta pública de R$ 3 bilhões em debêntures emitidas pela Petrobras (PETR3; PETR4). De acordo com nota da estatal, a medida foi tomada devido o órgão entender que a entrevista com a diretora de Relações com Investidores, Andrea Almeida, para a XP Investimentos, não observou o artigo 48 da Instrução CVM 400.

O artigo prevê que a emissora, o ofertante e as instituições intermediárias, envolvidas em oferta pública de distribuição, deverão se abster de manifestação na mídia até o anúncio de encerramento da operação.

No dia 16 de agosto, a companhia informou que solicitou à CVM o pedido de registro de oferta. Leia mais aqui.

A Petrobras esclareceu que quem aderiu à oferta terá o prazo de cinco dias úteis para desistir do investimento, segundo os termos do Prospecto Preliminar divulgado no dia 16 de agosto. A companhia disse que avalia as consequências no cronograma estimativo da oferta e manterá o mercado informado.

“A companhia está tomando as medidas cabíveis para reverter a suspensão e quaisquer fatos julgados relevantes serão tempestivamente divulgados ao mercado nos termos da legislação aplicável”, finaliza a empresa.

Foto: Ale Silva/Futura Press/Folhapress

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp