Caixa Econômica reduz juros de cheque especial

Fachada do prédio da Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira (12) o corte dos juros do cheque especial, passando de 8,99% para 4,99% ao mês a partir de 1 de dezembro deste ano. De acordo com o banco, a redução de taxa chegou a 63% em 2019.

Vale lembrar que a instituição financeira adotou uma nova política de redução de todas as modalidades de crédito desde o corte da Selic para o menor nível histórico, hoje em 5% ao ano.

“A Caixa devolve à sociedade, e em especial aos mais humildes, os resultados recordes que teve, [com] redução para abaixo de 5%. É um banco preocupado com a igualdade, com a distribuição de renda. Isso é absolutamente matemático e meritocrático”, disse o presidente da companhia, Pedro Guimarães.

Guimarães acrescentou, ainda, que o valor é alto e que o banco continuará estudando uma melhora econômica no país.

→ Leia também: Fed e Copom reduzem taxas de juros

Segundo o Banco Central, a Caixa já cobra atualmente os menores juros nesta linha¹, em comparação com os maiores bancos do Brasil:

  • Banco do Brasil: 12,17%
  • Bradesco: 12,44%
  • Itaú: 12,51%

Apesar da redução significativa da Caixa, o cheque especial ainda é um dos mais caros do mercado financeiro, já que ele fica perto dos 300% ao ano.

Por fim, a CEF também anunciou uma nova linha de crédito imobiliário indexada ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com taxas a partir de 2,95% ao ano mais o IPCA. O valor representa um corte de 40% em relação ao financiamento atrelado à taxa referencial (TR).

¹ taxa cobrada ao mês

Foto: Pilar Olivares/Reuters 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp