Via Varejo se reinventa e passa a se chamar “Via”

Empresa também muda o nome do Pontofrio para Ponto e compra a fintech Celer

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A Via Varejo (VVAR3) mudou de nome. Em comunicado ao mercado, a empresa anunciou que agora se chamará somente Via. Com isso, a companhia também reinventou o logo, as cores e criou um novo posicionamento de marca. 

O nome “Via – Imagine Caminhos” faz parte de uma nova estratégia da companhia, que busca ser “reconhecida como a melhor Via de compras de todos os brasileiros, onde, quando e como eles quiserem”, conforme trecho do comunicado. 





De acordo com a companhia, os resultados apresentados em março são indicativos de que a Via não se trata mais de uma empresa de varejo, e sim de uma marca que “está indo além”. 

“No último ano, a empresa se reinventou, rompeu e unificou as barreiras físicas e digitais das lojas, sites e apps, também se associou a startups que deram ainda mais velocidade ao sistema logístico e tecnológico”, diz comunicado. 

E não foi só a Via que mudou de nome. Na semana passada, a marca Pontofrio da empresa também trocou de registro. De agora em diante, passa a ser reconhecida como Ponto >:.  

Leia também:   VTEX contrata JPMorgan e Itaú BBA para IPO na Nasdaq, diz jornal

Nessa nova fase, a Ponto >: segue com “foco em tecnologia com muito bom humor e sem enrolação, Direto ao Ponto:>”. A marca também se propõe a “romper o óbvio por meio de uma comunicação divertida, simples e digital.” 

Compras no radar 

A renovação não para por aí. A Via também informou a compra da fintech Celer, sem divulgar o valor da aquisição. 

Especializada em soluções de pagamentos, a Celer trabalha por meio do pacote bank-as-a-service (BaaS), na qual outras startups de pagamento contratam seus serviços para disponibilizar aos seus clientes uma conta digital integrada. 





Com isso, o pacote inclui emissão e processamento de cartões, gestão de cobranças e transferências, PIX, entre outros serviços. 

“Atualmente, a Celer conta com aproximadamente 200 fintechs integradas, que oferecem aos seus clientes, além soluções próprias, soluções de adquirência e conta digital para mais de 24 mil estabelecimentos comerciais cadastrados”, diz anúncio. 

O objetivo da Via com a aquisição é ampliar seus serviços financeiros para os vendedores do marketplace da empresa, além de melhorar os serviços da conta digital banQi, plataforma de antecipação dos recebíveis, e alcançar uma gestão completa da agenda financeira. 

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp