Vendas no varejo recuam 16,8% em abril, diz IBGE

Varejo, foto de Hermes de Paula/Agência O Globo

Em abril, as vendas no varejo recuaram 16,8% na comparação com março, na série com ajuste sazonal. Foi a queda mais acentuada da série histórica, iniciada em janeiro de 2000. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta terça-feira, 16, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desempenho foi influenciado pelo isolamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus, com o fechamento de parte do comércio.

Segundo o IBGE, a média móvel trimestral foi de -6,1% no trimestre encerrado em abril. Na série sem ajuste sazonal, em relação a abril de 2019, o comércio varejista também caiu 16,8%. Já o acumulado nos últimos 12 meses foi 0,7%.

Foi o segundo mês seguido impactado pela covid-19. Em março, com as primeiras medidas de isolamento social, o setor havia recuado 2,1% ante fevereiro.

No comércio varejista ampliado, que inclui veículos, motos, partes e peças e de material de construção, o volume de vendas caiu 17,5% em relação a março, enquanto a média móvel foi -9,9%.

Em relação a abril de 2019, o comércio varejista ampliado recuou -27,1%, queda recorde da série histórica iniciada em janeiro de 2004. O acumulado nos últimos 12 meses foi de 0,8%.

Para ler o relatório da íntegra da Pesquisa Mensal do Comércio de abril, clique aqui.

Foto: Hermes de Paula/Agência O Globo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp

Assine a nossa Newsletter!