Twitter registra maior alta em sua receita trimestral desde 2014

No segundo trimestre de 2021, o faturamento da companhia chegou a US$ 1,19 bilhão, um aumento de 74% ante o ano passado

Equipe TradeMap
Equipe TradeMap
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Twitter (Nyse: TWTR) divulgou nesta quinta-feira, 22, seu resultado financeiro referente ao segundo trimestre deste ano, com um lucro líquido de US$ 66 milhões no período, ante um prejuízo de US$ 1,38 bilhão obtido em 2020. 

Já o lucro por ação (LPA), em termos ajustados, foi de US$ 0,20, acima das estimativas da Renifitiv de US$ 0,07 por ativo. 





Sua receita trimestral chegou a US$ 1,19 bilhão, um aumento de 74% no comparativo anual, o maior crescimento desde 2014. 

O resultado também superou as expectativas do mercado, que projetavam uma receita de US$ 1,07 bilhão. 

“Nós entregamos uma performance melhor que o esperado em todos os produtos e regiões enquanto aumentamos nosso público”, disse Ned Segal, diretor financeiro (CFO) do Twitter. 

Segundo a empresa, o resultado foi influenciado pelo aumento da demanda por publicidade, intensificada pela retomada econômica pós-pandemia.  

A receita com publicidade do trimestre aumentou 87% contra 2020, para US$ 1,05 bilhão, ultrapassando a projeção de Wall Street de US$ 909,9 milhões. 

A quantidade de usuários ativos diários monetizáveis (que veem publicidade na plataforma) cresceu 11% no comparativo anual, para 206 milhões. 





“Continuamos a fazer um progresso significativo em nossa resposta direta e produtos de marca com formatos de anúncio atualizados, medição aprimorada e melhor previsão”, disse Segal.  

 

“Estamos agregando mais valor aos anunciantes com nosso forte impulso para publicidade baseada em desempenho e ofertas expandidas para pequenas e médias empresas”, completou. 

Desde o início de 2021, a rede social lançou algumas novidades em sua área de produtos, como salas de bate-papo por áudio, Twitter Spaces e publicação de newsletters. 

No trimestre em análise, inaugurou seu primeiro serviço de assinatura. Nele, os usuários podem, entre muitas funções, optar por desfazer um Tweet. 

Além disso, lançou cerca de 2.500 novas categorias de assuntos para que os usuários acompanhem conteúdo de seu interesse em uma timeline personalizada. 

“Continuamos focados em fazer do Twitter, o melhor lugar para as pessoas se manterem atualizadas e poderem discutir seus interesses”, afirmou o diretor. 

Expectativas para 2021 

Após a publicação do balanço trimestral, a companhia revisou suas estimativas de crescimento e lucro para este ano. 

A empresa projeta um crescimento mínimo de 30% em sua base de funcionários, custos e despesas totais, além de um aumento superior no lucro ante as despesas. 

Para a receita, espera uma receita entre US$ 1,22 bilhão e US$ 1,3 bilhão. 

 Foto: Pixabay

Leia também:   3R Petroleum protocola à CVM pedido de oferta de debêntures no valor de R$ 1,6 bi

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais

Promoçao no TradeMap!!!

Banner Popup 2