Track & Field define faixa indicativa e pode levantar até R$ 735 milhões

Track Field Divulgação

A varejista Track & Field definiu a faixa indicativa de preço da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) entre R$ 10,65 e R$ 14,95.

Com isso, a companhia poderá movimentar até R$ 735 milhões, considerando a venda de todos os papéis da oferta base, um total de 49.166.000 ativos, e no topo da faixa indicativa.

Segundo o prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta também conta com a possibilidade de ser acrescida com um lote suplementar de ações de até 15% dos ativos da oferta base, ou seja, 7.374.900 papéis. Neste contexto, a operação pode levantar até R$ 845,3 milhões – também considerando o topo da faixa indicativa.

Os recursos provenientes do IPO serão destinados para pagar dívidas, distribuir dividendos e investir em produtos, cadeia de produção e em seu centro de distribuição.

O preço definitivo só será estabelecido em 22 de outubro, após o procedimento de bookbuilding. As ações estreiam na bolsa brasileira dia 26 de outubro, sob o ticker TFCO4.

Os bancos coordenadores são:

  • BTG Pactual
  • Bank of America
  • Itaú BBA
  • Santander

O que é bookbuilding?

De um modo resumido, o bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado.

Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou novas ofertas (follow on). Leia mais.

Foto: Divulgação

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp