Quinta-feira difícil para as Bolsas internacionais

Aqui no Brasil, a CPI da Covid-19 continua dando o que falar e o dia segue cheio de resultados das empresas.

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Após a divulgação da inflação dos Estados Unidos em abril, na quarta-feira, 12, os rendimentos dos títulos de longo prazo do país subiram e a preocupação com a recuperação econômica tomou novo fôlego. 

As bolsas asiáticas fecharam nesta quinta-feira, 13, em queda, com a pressão do aumento dos preços, que já tinha vindo da China também, dias antes. Enquanto as bolsas europeias e os futuros americanos seguem o mesmo caminho de queda nesta manhã.





Os dados tão aguardados pelos investidores de inflação ao consumidor (CPI) dos EUA atingiu 4,2% em 12 meses, valor muito acima da expectativa do mercado, que era de 3,6%. Trata-se do maior aumento mensal desde 2009.

Leia também:   Quarta-feira morna, com bolsas mundiais dando sinais mistos

Isso coloca em dúvida a continuidade da política monetária do Fed, ainda que o presidente do banco central, Jerome Powell, mantenha o discurso de que a inflação é acomodativa e a tolerância da meta está em 2%.

O que pode acalmar parte dos investidores no dia de hoje é o comunicado da Colonial Pipeline, informando o retorno da distribuição de combustível, após ter sua produção suspensa por três dias, em vista de um ataque hacker no final de semana.

A interrupção dos serviços da empresa, que é a maior produtora de petróleo dos EUA, causou preocupação quanto a pressão no preço da commodity. Entretanto, a companhia comentou que pode demorar alguns dias até que o suprimento volte a sua normalidade.

Leia também:   Dólar fecha abaixo de R$ 5,10, enquanto Ibovespa renova recorde

Cenário interno 

No Brasil, a CPI da Covid-19 continua dando o que falar. 





Na quarta-feira, 12, o ex-secretário de comunicação da presidência, Fábio Wajngarten, prestou depoimento à comissão, porém, foram identificadas diversas contradições em sua fala, o que causou discussões no plenário e uma possível denúncia ao Ministério Público por mentir à corte.   

Nessa quinta-feira, 13, quem irá depor é o ex-presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo.

E por falar em Pfizer, recentemente o governo confirmou a compra de mais 100 milhões de doses da farmacêutica. Outra boa notícia sobre o tema: o Ministério da Saúde começará a distribuir um lote com 5,7 milhões de vacinas aos estados (3,7 milhões da AstraZeneca/Oxford, produzida pela Fiocruz, e 1,9 milhões da Coronavac, produzida pelo Butantan).

Leia também:   Bitcoin registra ganhos após tweet de Musk e ultrapassa os US$ 40 mil

Ainda hoje teremos uma enxurrada de divulgações de resultados: 

  • Petrobras (PETR4),
  • Sabesp (SBSP3),
  • Bradespar (BRAP4),
  • CPFL (CPFE3),
  • Cyrela (CYRE3),
  • Ecorodovias (ECOR3),
  • Energisa (ENGI11),
  • IRB Brasil (IRBR3),
  • Magazine Luiza (MGLU3),
  • Qualicorp (QUAL3), e
  • Rumo (RAIL3).

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp