Pix poderá ser usado em aplicativos de mensagens e compras online, diz BC

Essas mudanças só farão parte das instituições financeiras que fazem parte do open banking

Banco Central BC - foto de Marcello Casal Jr. (Agência Brasil)
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Banco Central (BC) informou na última quinta-feira, 22, que o Pix, sistema de pagamentos instantâneos, será ampliado por meio de aplicativos de mensagens e redes sociais, além de ser possível fazer transferências para compras feitas pela internet.

Por outro lado, essas mudanças só farão parte das instituições financeiras que fazem parte do open banking, que é um sistema de compartilhamento de dados.

Dessa forma, segundo a resolução da autarquia monetária, o usuário poderá pagar contas ou efetuar transferências por meio de aplicativos que não sejam necessariamente de bancos.

A previsão é que essa nova modalidade do Pix comece a funcionar a partir de 30 de agosto.

“Esse procedimento é importante para viabilizar a atuação de prestadores de serviço de iniciação no comércio eletrônico, e tem o objetivo de aprimorar a atual experiência dos usuários, tornando a compra online de bens e serviços por meio do Pix mais ágil”, disse o BC.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Leia também:   Mercado brasileiro está barato e poderá ter rali se incerteza fiscal de 2022 diminuir, diz Figueiredo, ex-BC

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1