Mercado prevê Selic em 6,63% ao ano em 2021, aponta Boletim Focus

Enquanto isso, para 2022, a projeção é de que a Selic fique em 7% ao ano

Juros Pixabay
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A expectativa para a taxa básica de juros do Brasil, a Selic, subiu de 6,50% para 6,63% ao ano no final de 2021, após duas manutenções seguidas. Os dados são do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 12, e que traz as previsões do mercado para os principais indicadores econômicos do país.

Enquanto isso, para 2022, a projeção é de que a Selic fique em 7% ao ano. Na semana anterior, a previsão era de que a taxa subisse para 6,75% ao ano.

Vale lembrar que, na última reunião do Copom, o conselho aumentou a taxa básica em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano. É a terceira vez que o comitê sobe o juro básico desde março deste ano. Para a próxima reunião, o mercado espera um novo ajuste para cima.

Leia também:   IPCA-15 avança 1,17% em novembro; alta é a maior para o mês desde 2002

Já a previsão para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano também cresceu, passando de 6,07% para 6,11%, após avanço na semana passada. Por outro lado, para 2022, a projeção caiu de 3,77% para 3,75%.

A meta de inflação a ser perseguida pelo Banco Central é de 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Por sua vez, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) apresentou um avanço de 0,08% no comparativo semanal, passando de 5,18% para 5,26%, sendo a sexta alta consecutiva.

Para o ano que vem, a previsão para o indicador que mede a economia do país teve uma leve queda de 2,10% para 2,09%.

Leia também:   Mercado brasileiro está barato e poderá ter rali se incerteza fiscal de 2022 diminuir, diz Figueiredo, ex-BC

No primeiro trimestre deste ano, o PIB brasileiro cresceu 1,2% frente aos últimos três meses de 2020, somando R$ 2 trilhões, conforma apontou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por último, a projeção para o dólar no fim de 2021 subiu de R$ 5,04 para R$ 5,05, após redução na semana anterior. Enquanto isso, a expectativa para a moeda norte-americana em 2022 permaneceu em R$ 5,20, sendo a 4ª manutenção seguida.

Foto: Pixabay

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1