Itaú registra lucro líquido de R$ 6,5 bilhões no 2º tri, alta anual de 55,6%

Já o lucro líquido contábil do banco ficou em R$ 7,560 bilhões, elevação de 120% sobre os R$ 3,424 bilhões registrados no mesmo período do ano anterior

Itaú - divulgação
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Itaú Unibanco reportou um lucro líquido gerencial de R$ 6,543 bilhões no segundo trimestre de 2021, expansão de 55,6% frente ao mesmo período de 2020 e um leve avanço de 2,3% em comparação aos primeiros três meses deste ano.

→ Leia também: Depois de concorrentes, Itaú aumenta taxa de financiamento imobiliário



Já o lucro líquido contábil do banco ficou em R$ 7,560 bilhões, elevação de 120% sobre os R$ 3,424 bilhões registrados no mesmo período do ano anterior.

O retorno recorrente sobre o patrimônio líquido (ROE) foi de 18,95%, alta de 5,4 pontos percentuais ante o segundo trimestre de 2020.

Enquanto isso, a carteira de crédito ajustada ficou praticamente estável se comparado ao trimestre anterior. No entanto, acabou avançando 12% perante o mesmo período de 2020. Esse avanço reflete o desempenho das carteiras de crédito de pessoas físicas, que subiram 22,2%, e de micro, pequenas e médias empresas, que cresceram 23,4%.



Leia também:   Inter anuncia reorganização societária com listagem de ações nos EUA e BDRs no Brasil; ações disparam

Vale comentar que a carteira de pessoas físicas teve expansão do crédito imobiliário em 44,4%, enquanto o portfólio de financiamento de veículos subiu em 32,3%. Por sua vez, o crescimento do crédito consignado ficou em 17,3% e do cartão de crédito, em 21,2%.

O Itaú associa o aumento à retomada econômica e consequente redução do isolamento social.

O índice de inadimplência 90 dias também foi um ponto positivo, ficando em 2,3%, o que representa uma queda de 0,4 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2020.

Projeções

Além do resultado, o maior banco privado do país anunciou as suas novas projeções revisadas para 2021.

A carteira de crédito total saiu de uma precisão entre 5,5% e 9,5% para 8,5% e 11,5%, enquanto a margem financeira com o mercado passou da faixa entre R$ 4,9 e R$ 6,4 bilhões para R$ 6,5 e R$ 8,0 bilhões, ao passo que a projeção da margem com clientes foi mantida entre 2,5% e 6,5%.

Leia também:   Bradesco adquire fatia do BB no Digio por R$ 625 milhões

O Itaú ainda destacou que prevê queda em seu custo de crédito, ficando entre R$ 19 e R$ 22 bilhões este ano, sendo que anteriormente a previsão era que ficasse entre R$ 21,3 e R$ 24,3 bilhões.

O guidance para a receita de prestação de serviços e resultado de seguros foi revisado para um crescimento entre 2,5% e 6,5%.

Proventos

A instituição financeira também comunicou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 0,10384 por ação, com base na posição acionária final registrada do próximo dia 13.

As ações serão negociadas “ex-direitos” a partir de 16 de agosto e o pagamento será feito no dia 26, junto com os JCP já declarados em 2021, totalizando o montante de R$ 2,159 bilhões.

Leia também:   Inter anuncia reorganização societária com listagem de ações nos EUA e BDRs no Brasil; ações disparam

Foto: Itaú/Divulgação







Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais