IPO de rede de supermercados Mateus pode movimentar R$ 4,1 bilhões

Supermercado Tânia Rêgo da Agência Brasil

O Grupo Mateus, rede de supermercados maranhense, definiu a faixa indicativa de preços entre R$ 8,97 e R$ 11,66 em sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Considerando o meio da faixa indicativa, de R$ 10,32, e a quantidade de 397.286.822 papéis da oferta base, a operação pode levantar cerca de R$ 4,1 bilhões.

De acordo com o prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), ainda há a possibilidade de o IPO ter um lote adicional de até 20%, ou seja, 79.457.364 ações, e um lote suplementar de até 15%, ou 59.593.023 ativos.

A oferta consiste na distribuição primária, quando os recursos levantados vão para o caixa da companhia (339.147.287 ações), e secundária, quando os acionistas atuais se desfazem de suas fatias na empresa (58.139.535 ações).

Os recursos da tranche primária serão destinados para a expansão orgânica da rede de supermercados, segundo a companhia.

Enquanto isso, o procedimento de bookbuilding deve ser finalizado no dia 8 de outubro e, dessa forma, ocorrer a precificação da oferta. O Grupo Mateus será negociado no Novo Mercado da B3 sob o código GMAT3.

Os bancos coordenadores são:

  • XP Investimentos
  • Bradesco BBI
  • BTG Pactual
  • Itaú BBA
  • BB Investimentos
  • Santander
  • Safra
O que é bookbuilding?

De um modo resumido, o bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado.

Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou novas ofertas (follow on). Leia mais.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp