IPO da Méliuz sai a R$ 10 por ação

B3 foto de Leonardo Benassatto da Reuters

A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Méliuz, startup brasileira no segmento de programas de fidelidade e cashback, foi precificada a R$ 10 por cada ativo, no piso da faixa indicativa pelos coordenadores, que variava até R$ 12,50.

De acordo com o prospecto enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a operação movimentou R$ 367 milhões na tranche primária, quando os recursos levantados vão direto para o caixa da companhia.

Segundo a Méliuz, o dinheiro captado no IPO será destinado para ampliar seu marketplace, com sede em Minas Gerais, além de expandir os serviços financeiros e adquirir outras empresas.

A agência de notícias Reuters informou que não ficou claro se os fundos Monashees, Lumia Capital e Endeavor Catalyst, que seriam vendedores na oferta secundária desistiram de negociar seus papéis na oferta.

Os novos papéis vão estrear amanhã na B3, sob o ticker CASH3, com liquidação um dia depois.

O IPO foi coordenado pelos bancos Itaú BBA, Bradesco BBI, BTG Pactual e XP Investimentos.

Foto: Leonardo Benassatto/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp