Inflação nos EUA em abril tem maior aumento desde 2009

Preços ao consumidor no país norte-americano sobem 0,8% em abril, acima da previsão dos analistas

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O índice de preços ao consumidor (CPI) dos Estados Unidos aumentou 0,8% em abril, na comparação com março, e 4,2% em relação a abril de 2020. Trata-se da maior alta para o mês desde 2009. 

Excluindo os componentes voláteis de alimentos e energia, o chamado núcleo do CPI subiu 0,9% em relação a março, maior valor para a inflação do mês desde 1982, de acordo com dados do Departamento de Trabalho nesta quarta-feira.





A expectativa dos analistas, segundo consenso Refinitiv, era de uma alta de 0,2% frente a março de 2021 e de 3,6% na comparação com abril de 2020.

O relatório mostrou maior aumento da inflação para veículos motorizados, serviços de transporte e estadias em hotéis, à medida que as empresas mais afetadas pela pandemia reabrem de forma mais ampla e americanos vacinados retomam as atividades sociais e as viagens.

Embora funcionários do Federal Reserve e economistas reconheçam o impulso temporário da inflação no país, os valores vieram acima do esperado, o que aumenta a preocupação dos investidores com os custos das commodities e os trilhões de dólares em estímulos econômicos do governo.

Os títulos do Tesouro caíram com a surpresa da inflação, com o rendimento de 10 anos chegando a 1,66%, enquanto os futuros do S&P 500 permanecem mais baixos, com queda de 0,87% às 10:50.

→ Acompanhe o mercado internacional em tempo real no TradeMap Web





Leia também:   Fed decide manter as taxas de juros e a compra de ativos

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp