Havan solicita registro inicial de companhia aberta, retornando aos planos de IPO

A operação, anunciada em agosto, foi cancelada em outubro de 2020

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Havan solicitou nesta quarta-feira, 12, o registro inicial de companhia abertaindicando um possível retorno aos seus antigos planos de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). 

A empresa havia anunciado a oferta em agosto de 2020. Entretanto, a operação foi cancelada em outubro. 





O controlador da companhia, Luciano Hang, decidiu não levar o IPO em frente porque investidores não aceitaram avaliar a companhia em cerca de R$ 100 bilhões, como era pretendido. 

Os recursos obtidos seriam destinados para financiar aberturas de centros de distribuição e de novas lojas, além de investir em tecnologia e reforçar o capital de giro. 

O processo de IPO conta com três registros necessários: de companhia aberta, da oferta pública de valores mobiliários e o procedimento de listagem (registro das ações ofertadas para negociação em bolsa de valores). 

Estes registros costumam ser realizados simultaneamente na Comissão de Valores Mobiliários. 

Desta vez, entretanto, o pedido de registro de companhia aberta da Havan não veio imediatamente seguido da solicitação para realização da oferta de ações, o que pode significar espera por uma situação melhor do mercado para a operação. 





Foto: Lojas Havan/Reprodução

Leia também:   Safra terá ETF que replica o Ibovespa negociado na B3 a partir de segunda-feira

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp