Economia brasileira pode sofrer retração de 5,3%, diz FMI

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Em meio aos impactos financeiros gerados pela pandemia do novo coronavírus, a economia brasileira deve contrair 5,3% este ano, em linha com a retração esperada para a América Latina, apontou o Fundo Monetário Internacional (FMI) na última terça-feira, 14.

O relatório Perspectiva Econômica Global do FMI se concentra nas consequências causadas pelo surto de coronavírus em todo mundo, que levou a medidas de isolamento social e fechamentos de fábricas e comércios.

O FMI havia projetado em janeiro um crescimento de 2,2% na economia do Brasil para 2020 – o que representa uma forte revisão.





Se for confirmado esse número, será o pior resultado anual para o Produto Interno Bruto (PIB) de toda a série histórica disponibilizada pelo Banco Central em conjunto com o Instituto Brasileiro.

A autarquia disse que a economia brasileira deve se recuperar em 2021, com expansão de 2,9%.

Foto: Yuri Gripas/Reuters

Leia também:   Bolsas internacionais abrem em alta nesta quinta-feira

Tags:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp