Copom indica nova alta da Selic em maio

Com a Selic atualmente em 2,75%, taxa chegaria a 3,5% ao ano

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central indicou nesta terça-feira, 23, que pode anunciar uma nova alta de 0,75 ponto percentual (p.p) na taxa básica de juros, que chegaria a 3,5% ao ano.  

Segundo o Comitê, o novo aumento previsto para maio é devido à aceleração da inflação no país. 





Esta informação está contida na ata da última reunião do Copom, que ocorreu na semana passada e que decidiu elevar a Selic de 2% para 2,75% ao ano.

Na ata, os membros enfatizaram que a nova elevação poderia ser revista caso ocorresse uma mudança significativa nas projeções de inflação ou balanço de riscos. 

→ Leia também: Expectativa para Selic sobe em 2021 e 2022, aponta Boletim Focus

Além disso, também foram indicadas incertezas relativas ao desempenho econômico do país no primeiro e segundo trimestres do ano. 

Leia também:   Contas de luz devem aumentar pelo menos 5% em 2022

“Diversos membros também ressaltaram que as pressões inflacionárias observadas em 2021 podem contaminar as expectativas de inflação para 2022”, disse a nota. 





As projeções sobre a inflação para os próximos meses vêm sendo extremamente afetadas pelo aumento no preço das commodities, com destaque para o efeito sobre o preço dos combustíveis. 

O Índice de preços ao Consumidor Amplo (IPCA) projetou alta de 4,71% dos preços para este ano. 

Ainda no documento divulgado na quarta-feira passada, o grupo disse encarar essa pressão inflacionária como algo temporário, mas estar atento ao seu avanço. 

O BC considerou uma alta de juros para 4,5% ao ano ao final de 2021.  

Já para 2022, a previsão do banco é de inflação a 3,5%.  

Em relação à Selic, a estimativa é de que chegará em 5,5% ao ano até o fechamento de 2022. 

Leia também:   Aeel protocola denúncia contra MP de privatização da Eletrobras

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp