Brisanet precifica ações a R$ 13,92 e levanta R$ 1,25 bi em IPO

Os papéis foram fixados no piso da faixa que ia até R$ 17,26 por ativo

brisanet divulgacao
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

 A provedora de serviços de internet Brisanet precificou nesta quarta-feira, 28, cada ação a R$ 13,92 em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). 

Assim, a fixação de preço saiu no piso da faixa definida pelos coordenadores da operação, que variava até R$ 17,26 por ativo. 

De acordo com o prospecto enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), foram ofertadas mais de 89,79 milhões de papéis, movimentando aproximadamente R$ 1,25 bilhão. 

Se considerado o exercício do lote suplementar, equivalente a até 15% do total inicialmente ofertadoa transação levantou cerca de R$ 1,43 bilhão. 

A Brisanet pretende usar os recursos provenientes da tranche primária para o aporte de recursos em sua controlada Agility (15%) e para a expansão de sua rede (85%). 

Seguindo o cronograma, ela fará sua estreia na B3 nesta quinta-feira, 29, sob o ticker BRIT3. 

A operação foi coordenada por Santander (líder), XP, BTG, UBS BB e Bradesco BBI. 

Sobre a Brisanet 

A Brisanet, fundada em 1998, é uma provedora regional de serviços de internet de banda larga, criada com o objetivo de prover conexão de qualidade para regiões tipicamente menos exploradas pelas grandes operadoras de telecomunicação, como o interior do Nordeste. 

Com um portfólio de produtos quase 100% em fibra ótica, ao final de abril, a empresa contava com cerca de 697 mil clientes e mais de 6.300 colaboradores, espalhados em 96 cidades. 

Além disso, a companhia atua por meio da sua controlada, Agility Telecom, que fornece serviços de internet sob o modelo de franquias para aproximadamente 140 mil clientes e tem presença em mais de 251 cidades na região. 

Lâmina de IPO 

Agora você pode analisar todos os IPOs em andamento na CVM direto pelo TradeMap! 

Acesse nosso portal, clique no Módulo de Ações e, em seguida, selecione a aba “IPOs”, que fica na barra superior central da tela. 

Por lá, você conseguirá acompanhar todas as atividades relacionadas à oferta pública inicial, como valor da operação, faixa estimada pelos coordenadores, cronograma do IPO e muito mais! 

O que é bookbuilding e para que serve? 

De um modo resumido, o bookbuilding é o processo utilizado para definir um preço justo para o IPO ou oferta subsequente de ações (follow on), que seja adequado à intenção de compra dos investidores. 

Por isso, durante o processo, os coordenadores da oferta estudam e avaliam a demanda de seus ativos no mercado. Assim, eles conseguirão estimar o preço que poderá praticar e a quantidade de ações ou títulos que poderão ser oferecidos. Veja mais detalhes aqui. 

Foto: Brisanet/Divulgação

Leia também:   Alupar (ALUP11) pagará R$ 70,3 milhões em dividendos em 30 de novembro

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

BLACK

WEEK

tag
Dias
Horas
Min.
Seg.

Não vá ainda...
Olha só o que tá rolando!

Popup Banner Black Week 3 1