Bolsas internacionais sinalizam leve queda nesta segunda-feira

Discurso do presidente do Fed e aumento dos casos de Covid-19 desanimam o mercado

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

As bolsas internacionais sinalizam leve queda nesta segunda-feira, 12. Nos EUA, os índices futuros ficam no negativo, enquanto as bolsas europeias abrem em baixa.  

O mau humor se deve pela espera do novo discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, pela retomada da divulgação dos resultados corporativos. 





Além disso, o crescimento do número de casos de Covid-19 segue desanimando o mercado.  

A preocupação retorna para o radar. 

Ainda que algumas economias tenham apresentado uma certa recuperação, outras ainda correm o risco de apresentarem novos aumentos nos casos de Covid-19 e dificuldade na vacinação.  

Os investidores também estão preocupados com o aumento da inflação por conta dos gastos sem precedentes do governo americano e com o estímulo do Banco Central dos EUA.  

Desta forma, os rendimentos dos títulos do Tesouro de 10 anos vêm mantendo elevações. 





Leia também:   Via registra alta de 1284,6% no lucro do 1º tri, para R$ 180 mi

Tal crescimento é devido aos dados de inflação dos preços ao produtor mais fortes do que o esperado. 

No Brasil, as atenções continuam para o campo político, com a CPI da Covid, e para a enxurrada de IPOs que o mês de abril trará para a B3.  

Os investidores também devem continuar acompanhando a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Petrobras (PETR4), às 15h, onde será discutido o novo conselho de administração.  

Outros ativos para ficar de olho são as ações da Vale (VALE3). 

Além disso, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá vender debênture, conforme já anunciado ao mercado.  

Na agenda econômica desta segunda-feira ainda há o Boletim Focus

Foto: Reinaldo Canato/VEJA

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp