img-tag

Bolsas asiáticas fecham em alta nesta terça; investidores aguardam dados de inflação dos EUA

No Brasil, a atenção fica com o novo texto da Reforma Tributária, que deverá ser apresentado hoje aos líderes da Câmara

Equipe TradeMap
Equipe TradeMap
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

As bolsas asiáticas fecharam em alta nessa terça feira, 13, puxadas pelas ações de tecnologia chinesa após o governo do país aprovar um acordo da Tencent Holdings Ltd. aliviando as tensões dos últimos dias sobre uma regulamentação mais rígida.

Os dados melhores da balança comercial da China em junho também animaram o mercado internacional, que mostraram crescimento de 32,2% das exportações ante a previsão de 23,2%. Já as importações avançaram 36,7% contra o consenso de mercado que esperava por um aumento de 25,6%.





Esse aumento da balança comercial chinesa animou os investidores, já que é um indicador que a economia vem aquecendo.

Por sua vez, as bolsas europeias operam de forma mista. Alguns setores apresentam destaques, como as instituições financeiras, após o Banco da Inglaterra remover as restrições aos dividendos, e as empresas de tecnologias com projeções mais animadoras para o restante do ano.

Leia também:   Fulwood protocola pedido para IPO na CVM

Além disso, os dados de inflação na Alemanha vieram dentro do esperado. Agora os investidores aguardam pela divulgação da inflação americana. 

Os futuros americanos operam muito próximos da estabilidade, com os investidores à espera da divulgação do índice de preços ao consumidor americano (junho) e a temporada de balanços corporativos do segundo trimestre de alguns dos maiores bancos do mundo.

Hoje serão divulgados os resultados do J.P. Morgan Chase & Co, Goldman Sachs Group Inc e a Pepsico Inc.





A temporada de resultados é mais um termômetro para os investidores acompanharem como anda a recuperação econômica e, no radar, ainda se soma as preocupações com as pressões inflacionarias e a disseminação da variante Delta.

Leia também:   Vulcabras pagará R$ 86 milhões em dividendos intercalares

O petróleo sobe dado a queda do estoque da commodity em meio ao impasse da Opep+. O mineiro de ferro também avança, após a divulgação da balança comercial chinesa apontando um crescimento econômico por lá.

No Brasil, a atenção fica com o novo texto da Reforma Tributária, que deverá ser apresentado hoje aos líderes da Câmara. O documento pode trazer ajustes importantes negociados com o ministro Paulo Guedes, incluindo a redução de 12,5 pontos no IRPJ e a isenção do rendimento dos fundos imobiliários.

Na agenda econômica, hoje teremos a divulgacao da Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, às 9h. As previsões são para um crescimento de 1,00% em maio, vindo acima da expansão de 0,70% registrada em abril.

Leia também:   Ministério da Economia mantém previsão para PIB mas eleva inflação para 2021

Foto: DepositPhotos

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais