Banco do Brasil registra queda de 20,1% em lucro e vai a R$ 3,4 bi

Banco do Brasil, foto de Pilar Olivares - Reuters

O lucro líquido ajustado do Banco do Brasil somou R$ 3,4 bilhões no primeiro trimestre de 2020, o que representa uma queda de 20,1% sobre o mesmo período do ano passado. A companhia informou que, em virtude do atual cenário, o resultado trimestral foi impactado pela antecipação prudencial que resultou no reforço de provisões em R$ 2,04 bilhões.

De acordo com o BB, o resultado teria um crescimento estrutural de 15,4% sobre o primeiro trimestre de 2019, caso as provisões não fossem levadas em conta.

“O resultado estrutural é composto pelo produto bancário e pelas despesas operacionais totais. Os principais vetores desse resultado foram a resiliência da margem financeira bruta, o incremento nas rendas com prestação de serviços frente ao 1T19 e a redução nas despesas com risco legal”, informou o banco em nota.

Do total de provisões, R$ 1,17 bilhão foram no segmento pessoa física, R$ 824 milhões para a carteira de empresas e R$ 46 milhões no agronegócio.

A margem financeira líquida do Banco do Brasil foi de R$ 8,4 bilhões, recuo de 9,5% em relação aos três primeiros meses de 2019 e de 21,2% na comparação com o trimestre anterior.

O banco encerrou o mês de março com um patrimônio líquido de R$ 112,315 bilhões, cifra 6,9% superior no comparativo anual.

Veja mais detalhes!

Pelo TradeMap Premium é possível analisar os dados financeiros e de mercado de qualquer companhia listada na bolsa de valores (incluindo ativos americanos). Acesse o Portal TradeMap, clique uma vez no papel e estude os indicadores!

Foto: Pilar Olivares/Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp