B3 mudará Índice de Sustentabilidade criado há 15 anos

B3 foto de Leonardo Benassatto da Reuters

Em meio ao crescente interesse de investidores por companhias que adotem práticas ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês), a B3 trabalha para revisar a metodologia do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que completa 15 anos.

Segundo informações da Agência Estado, a ideia é que, já no próximo ano, o questionário encaminhado às companhias durante o processo de seleção do indicador passe a ter um foco setorial.

Hoje, o questionário aplicado faz uma fotografia das práticas de gestão da empresa em sete dimensões:

  • Ambiental
  • Econômico-financeira
  • Geral
  • Governança corporativa
  • Social
  • Mudança do clima
  • Natureza do produto

A reforma terá como referência o modelo usado pela suíça SAM Corporate Sustainability Assessment. Com a mudança, a Bolsa de Valores de São Paulo pretende aumentar a atratividade do índice para investidores e companhias, além de fortalecer o portfólio de produtos e abrir novas frentes de negócios ESG da B3.

A carteira atual do ISE, em vigor até 1º de janeiro de 2021, reúne 36 ações de 30 companhias, com valor de mercado de R$ 1,64 trilhão e 15 setores representados, destaca a agência.

Foto: Leonardo Benassatto da Reuters

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no whatsapp