B3 mudará Índice de Sustentabilidade criado há 15 anos

Equipe TradeMap

Equipe TradeMap

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Em meio ao crescente interesse de investidores por companhias que adotem práticas ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês), a B3 trabalha para revisar a metodologia do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que completa 15 anos.

Segundo informações da Agência Estado, a ideia é que, já no próximo ano, o questionário encaminhado às companhias durante o processo de seleção do indicador passe a ter um foco setorial.

Hoje, o questionário aplicado faz uma fotografia das práticas de gestão da empresa em sete dimensões:





  • Ambiental
  • Econômico-financeira
  • Geral
  • Governança corporativa
  • Social
  • Mudança do clima
  • Natureza do produto

A reforma terá como referência o modelo usado pela suíça SAM Corporate Sustainability Assessment. Com a mudança, a Bolsa de Valores de São Paulo pretende aumentar a atratividade do índice para investidores e companhias, além de fortalecer o portfólio de produtos e abrir novas frentes de negócios ESG da B3.

A carteira atual do ISE, em vigor até 1º de janeiro de 2021, reúne 36 ações de 30 companhias, com valor de mercado de R$ 1,64 trilhão e 15 setores representados, destaca a agência.

Foto: Leonardo Benassatto da Reuters

Leia também:   Cemig apresenta lucro de R$ 1,3 bilhão no 4º trimestre

Tags:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp