Navegue:
TradeMap Discovery: Simplicidade deve pautar primeiros passos do investidor iniciante

TradeMap Discovery: Simplicidade deve pautar primeiros passos do investidor iniciante

Gabriel Navarro e Breno Perrucho participaram do primeiro painel do TradeMap Discovery

Gabriel Navarro Breno Perrucho

Gabriel Navarro e Breno Perrucho durante o primeiro dia do TradeMap Discovery. Foto: Fernando Siqueira

Por:

Compartilhe:

Por:

A decisão de investir suscita uma série de dúvidas, ainda mais para o iniciante que se depara com uma avalanche de informações e opções. Nessa hora, a recomendação é ir pelo caminho mais simples – e sem pressa.

Breno Perrucho, educador financeiro do canal Jovens de Negócio, reforça que é possível ter essa simplicidade em diferentes classes de ativos e, à medida que o investidor ganhe conhecimento, ele pode buscar alternativas mais sofisticadas.

“O Tesouro Direto já oferece o suficiente para se ganhar mais que poupança. Depois que aprender, aí sim é possível para o investidor começar a analisar renda fixa privada”, disse o educador, durante o TradeMap Discovery.

No Tesouro Direto, o investidor terá disponível o Tesouro Selic, cujo retorno acompanha a taxa de juros, atualmente em 12,75% ao ano; o Tesouro Prefixado, em que os títulos pagam a mesma taxa até o vencimento; e o Tesouro IPCA, cujos papéis pagam uma taxa fixa de juro mais a variação da inflação.

Para Perrucho, esses três títulos já são suficientes para o investidor iniciante, por serem papéis considerados seguros do ponto de vista do risco de crédito. A próxima etapa, ele diz, seria com os papéis privados, como os CDBs ou as debêntures.

A mesma analogia o educador faz com a renda variável. Um investidor iniciante pode ter dificuldade em montar a primeira carteira de ações. Para ele, a alternativa são os ETFs (sigla em inglês para Exchange Traded Fund), que são fundos negociado em Bolsa e que seguem diferentes índices – o BOVA11 é o que replica o desempenho do Ibovespa.

Perrucho participou do painel “Qual o melhor investimento para você hoje” ao lado de Gabriel Navarro, educador financeiro e criador de um canal de finanças no Tik Tok, que também defende que, para o iniciante, o melhor é simplificar.

“Quem começa do jeito certo, consegue sobreviver”, afirmou.

E para começar do jeito certo, os educadores financeiros reforçam a necessidade de trabalhar o planejamento financeiro e a disciplina.

Sem dívidas

Em resumo, não adianta querer investir se há dívidas corroendo o orçamento e, para conquistar os objetivos financeiros, será necessário abrir mão de alguns luxos no presente.

“Não adianta investir se tiver dívida. Nada vai dar uma rentabilidade maior do que os juros que são cobrados em uma dívida”, disse Navarro.

Em caso de endividamento, a dica é buscar o gerente do banco e tentar renegociar o montante, buscando uma taxa de juros mais baixa. Vale lembrar que o nível de endividamento do brasileiro está em patamar recorde.

Sanada a dívida, o potencial investidor precisa se organizar para criar o hábito de poupar de forma rotineira.

“A chave é viver um degrau abaixo da sua realidade financeira e, assim, ter uma perspectiva melhor de vida no futuro”, concluiu Navarro.

Assista os dois painéis do primeiro dia do TradeMap Discovery clicando na imagem a seguir.

Compartilhe:

Compartilhe: