Navegue:
TIM (TIMS3) aumenta lucro no 1º trimestre e promete dobrar dividendos em 2022

TIM (TIMS3) aumenta lucro no 1º trimestre e promete dobrar dividendos em 2022

TIM anuncia crescimento no lucro e na receita no primeiro trimestre e divulga plano para que dividendos somem R$ 2 bilhões em 2022

ilustração com telefone celular e logotipo da TIM

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A TIM (TIMS3) pretende pagar aproximadamente R$ 2 bilhões em dividendos em 2022, praticamente o dobro do que vinha distribuindo anualmente desde 2018.

O valor equivale a R$ 2,47 por ação, considerando os papéis que estão em circulação no mercado, e representaria uma mudança significativa de patamar na remuneração da companhia aos acionistas.

Nos últimos 12 meses, a TIM pagou cerca de R$ 0,44 por ação em proventos, o que coloca o dividend yield – a relação entre os dividendos pagos e o preço da ação – em 3,21%,  segundo dados da plataforma TradeMap.

Dividend yield da TIM em 12 meses (%)

Fonte: TradeMap

A TIM pretende chegar a este novo patamar por meio de um aumento na receita – algo que era esperado após a empresa absorver parte dos clientes móveis da Oi – e melhorando o rendimento da própria operação.

Leia mais:
TIM (TIMS3) espera criar até R$ 19 bilhões em valor após comprar ativos da Oi (OIBR3)

A expectativa é de que isso seja feito “mantendo a rentabilidade, usando a transformação digital e iniciativas tradicionais para alavancar a eficiência”, disse a empresa numa apresentação ao mercado.

Lucro e receita da TIM crescem

A TIM também reportou que seu lucro cresceu 46,4% nos primeiros três meses deste ano em relação a igual período do ano passado, para R$ 405 milhões. refletindo tanto o aumento na receita da companhia quanto despesas menores com depreciação e amortização.

No primeiro trimestre, a receita líquida da operadora de telefonia aumentou 8,9% em relação a um ano antes, para R$ 4,7 bilhões, com todas as linhas contribuindo positivamente.

O faturamento com serviços móveis aumentou 8,6% e teve a maior contribuição para o crescimento, puxado por pós-pagos (+8,2%) e por pré-pagos, que voltaram a crescer (+3,2%).

A TIM destacou ainda que a receita com aparelhos voltou a aumentar, em 28,7%, após alguns trimestres de queda por causa da oferta exclusiva de Iphone 12 durante o mês de março.

A XP Investimentos considerou que os resultados reportados foram “sólidos” e mais fortes do que o mercado esperava, em particular na parte da receita. No entanto, destacou que a TIM Live teve poucas adições de clientes no primeiro trimestre.

Ações da TIM operam em baixa

As ações da TIM operam em queda nesta quarta-feira (4), recuando 1,10% por volta das 10h35, para R$ 10,45, apesar do crescimento no lucro e do anúncio sobre os dividendos. O movimento, porém, segue a tendência do mercado brasileiro – no mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, caía 0,95%.

A XP, que recomenda a compra da ação com preço-alvo em R$ 21, considera que o papel está barato e tem pela frente “vários gatilhos” que podem fazer o preço atual subir.

A corretora não está sozinha nesta avaliação. Dentre 13 instituições financeiras consultadas pela Refinitiv, todas recomendam a compra das ações da TIM, segundo informações da plataforma TradeMap. A mais pessimista estima um preço-alvo de R$ 16 para a ação.

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: