Navegue:
Pós-Copom e balanços do Bradesco e Embraer – veja o que importa hoje

Pós-Copom e balanços do Bradesco e Embraer – veja o que importa hoje

Investidores ainda acompanham decisão sobre juros no Reino Unido e pedidos de auxílio desemprego nos EUA

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

O mercado repercute nesta quinta-feira (4) o comunicado do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), que ontem subiu os juros em 0,50 ponto, a 13,75% ao ano, sinalizando a possibilidade de uma alta menor da taxa básica no próximo encontro, em setembro.

Apesar de o colegiado ter deixado a porta aberta para seguir com o aumento da Selic, a forma pouco assertiva como o BC comunicou a possibilidade de mais um aperto (no texto que acompanha a decisão, o comitê afirmou apenas que “irá avaliar” um ajuste adicional) fez parte do mercado acreditar que o BC, de fato, não pretende levar a taxa a 14%.

De qualquer forma, a avaliação é que o colegiado não terá outra opção que não aumentar a taxa em mais 0,25 ponto no mês que vem, já que as expectativas para a inflação de 2023 e de 2024 continuam subindo.

Ontem a noite, após a decisão, a expectativa era que a sinalização de que o ciclo de aperto está próximo do fim deve trazer alívio para a Bolsa e limitar uma alta maior das taxas de juros futuros.

Leia mais:
Copom deixa porta aberta para nova alta de 0,25 ponto na Selic em setembro

Por que isso importa? 

Juros mais elevados encarecem o custo do crédito e tendem a reduzir a atividade econômica, prejudicando principalmente empresas ligadas ao consumo. Uma Selic mais alta também aumenta a atratividade de investimentos em renda fixa. 

Balanços

Os investidores ainda aguardam a divulgação de balanços importantes do segundo trimestre. A Embraer (EMBR3) reportou na manhã de hoje um lucro líquido ajustado de R$ 199,8 milhões no período, resultado menor que o do mesmo período do ano passado.

Após o fechamento, é a vez do Bradesco (BDC4), Alpargatas (ALPA4) e Lojas Renner (LREN3).

Juros no Reino Unido

Os investidores ainda repercutem a decisão de política monetária do BoE (Banco da Inglaterra), que na manhã desta quinta optou por uma alta de 0,50 ponto percentual nos juros básicos do Reino Unido, a 1,75%. Somente um membro do colegiado optou por uma alta menor, de 0,25 ponto.

Saiba mais:
Onda global de aperto nos juros é a mais intensa em quase 30 anos; saiba o que isso quer dizer para o Brasil

O mercado também acompanha a divulgação do número atualizado de pedidos de auxílio desemprego nos EUA, que será informado às 9h30 pelo DoL (Departamento de Trabalho) americano.

Por volta das 8h10, os índices futuros americanos operavam no azul: o Dow Jones subia 0,17%, o S&P 500 ganhava 0,27% e o Nasdaq estava em alta de 0,49%. No mesmo horário, o Eurostoxx 50, principal índice europeu, estava em alta de 1,07%.

⇨ Quer aprender a lucrar com a segurança da Renda Fixa? Inscreva-se neste curso gratuito!

Compartilhe:

Compartilhe: