Navegue:
Para driblar escassez de mão de obra, ClearSale (CLSA3) compra fornecedor por R$ 52,5 mi

Para driblar escassez de mão de obra, ClearSale (CLSA3) compra fornecedor por R$ 52,5 mi

A empresa vai desembolsar R$ 52,5 milhões para incorporar a Beta Learning, especializada em desenvolvimento de softwares

clearsale Divulgacao
Por:

Compartilhe:

Por:

A ClearSale, uma das empresas de tecnologia que surfaram a onda de IPOs do ano passado, acaba de anunciar uma aquisição que pretende atacar uma das maiores dores para quem oferece serviços tecnológicos: a mão de obra.

Em fato relevante publicado na noite desta segunda-feira, dia 17, a empresa, especializada em soluções antifraude para negócios que atuam na internet, informou que vai desembolsar R$ 52,5 milhões para incorporar a Beta Learning, especializada em desenvolvimento de softwares.

“Em um cenário de escassez de mão de obra técnica, a transação contribui com o incremento do time técnico da ClearSale”, afirma a companhia, no comunicado.

Um fato curioso: a ClearSale é cliente da Beta Learning desde 2020. Até por isso, demonstra segurança para dizer que há um “fit cultural compravado” entre os times das duas companhias. Fundada em 2009 e sediada em São Carlos, no interior paulista, a Beta Learning tem 110 funcionários e uma carteira de 11 clientes.

O pagamento será feito por meio de uma primeira parcela de R$ 40,1 milhões e duas parcelas adicionais, que devem somar R$ 12,4 milhões, mas que podem variar de acordo com variáveis vinculadas ao desempenho da sociedade ao longo dos próximos 24 anos.

A ClearSale, que abriu capital em julho do ano passado, conseguiu captar R$ 1,3 bilhão. Desde então, porém, não tem tido sorte na Bolsa, com uma queda acumulada de 61,6% das ações, segundo dados disponíveis na plataforma do TradeMap.

Com a alta dos juros, os investidores têm andado com pouco apetite para empresas de tecnologia, que frequentemente precisam se financiar no mercado de capitais para impulsionar a expansão.

No terceiro trimestre, a ClearSale teve prejuízo líquido de R$ 45,2 milhões, após ter tido um lucro de R$ 4,1 milhões em igual período do ano anterior.

Nesta segunda-feira, a ação da companhia fechou em queda de 0,93%, a R$ 9,60.

 

 

Compartilhe:

Compartilhe: