Navegue:
Taurus discute redução de capital social para absorver prejuízos

Taurus discute redução de capital social para absorver prejuízos

Fabricante de armas encerrou 2020 com prejuízo líquido de R$ 249,6 milhões

Taurus Divulgacao

Foto: Taurus/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

O conselho de administração da Taurus (TASA4) aprovou a convocação de uma assembleia geral extraordinária (AGE) para o próximo dia 30 para discutir a proposta de redução de capital da companhia.  

O objetivo é absorver parcialmente o saldo de prejuízos acumulados registrados nas demonstrações financeiras de 31 de dezembro de 2020. 

A fabricante de armas encerrou 2020 com prejuízo líquido de R$ 249,6 milhões, piora de 210,1% frente ao prejuízo de R$ 80,5 milhões obtido em 2019. 

A última atualização do capital social da companhia aconteceu há cerca de um mês, com o aumento de aproximadamente R$ 43,84 milhões por meio da emissão de 7.465.131 novas ações preferenciais. Desse modo, o capital foi atualizado para R$ 673,09 milhões. 

Adiantamento sobre Contrato de Câmbio 

Na ata da reunião do conselho, a empresa ainda informou que foi aprovada a contratação de um adiantamento sobre contrato de câmbio (ACC) com o BTG Pactual no valor total de US$ 20 milhões. 

A transação, que funciona como um tipo de financiamento para companhias que venderam produtos com entrega futura no exterior, terá o prazo de pagamento de dois anos e garantia de cessão fiduciária de recebíveis. 

As ações da Taurus (TASA4) operam em alta nesta segunda-feira, 08. Por volta das 14h37, os papéis avançavam 2,55%, a R$ 24,17. 

Compartilhe: