Navegue:
Ibovespa sobe 1,56% e recupera os 114 mil pontos, fala de Powell, indicadores econômicos e o que move o mercado hoje

Ibovespa sobe 1,56% e recupera os 114 mil pontos, fala de Powell, indicadores econômicos e o que move o mercado hoje

DepositPhotos Mercado

Foto: DepositPhotos

Por:

Compartilhe:

Por:

O Ibovespa, principal indicador da B3, encerrou em alta de 1,56% nesta quinta-feira, 23, aos 114.064,36 pontos, refletindo o otimismo no exterior. 

O bom humor do mercado veio após a incorporadora chinesa Evergrande se comprometer a honrar com os pagamentos e a entrega dos empreendimentos. 

Além disso, o índice foi puxado pela decisão da política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que manteve a taxa básica de juros e anunciou o início da retirada de estímulos, com a compra de títulos de forma gradual. 

Internamente, o mercado também absorveu a alta de 1% na taxa básica de juros, a Selic, anunciada nesta quarta-feira, 22, pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que indicou que o movimento de elevação dos juros irá continuar para conter a inflação.  

Outro ponto de atenção foi novamente a prorrogação do auxílio emergencial, que continuará deixando os investidores em alerta para a questão do risco fiscal. 

O principal destaque da última sessão foi a Embraer (EMBR3), que finalizou o dia em alta de 12,16% após anunciar parceria com a Bristow.  

Enquanto isso, do lado negativo, ficaram as empresas de varejo e do setor de construção civil, por conta da alta dos juros.  

As ações da Magazine Luiza (MGLU3) registraram queda de 3,31%, acompanhadas pelas Americanas (AMER3), com uma redução de 2,80%. 

Os papéis das companhias de construção caíram em bloco, com as maiores baixas vindo das ações da Ezetc (EZTC3) e da Cyrela (CYRE3), que se desvalorizaram 5,18% e 4,33% respectivamente.  

Nos Estados Unidos, foi divulgado o número de pedidos de auxílio-desemprego, que chegou a 351 mil na semana encerrada em 18 de setembro, segundo dados do Departamento de Emprego do país.  

O resultado ficou acima da previsão dos analistas consultados pela Refinitiv, que esperavam 320 mil pedidos.  

Assim, as principais bolsas americanas fecharam em alta. 

O Dow Jones fechou com valorização de 1,48%, a 34.764 pontos, seguido pelo S&P 500, que subiu 1,21%, a 4.448 pontos, e pelo Nasdaq, que avançou 1,04%, a 15.052 pontos. 

Agenda Econômica 

Para esta sexta-feira, 24, a agenda econômica interna reserva a divulgação da confiança do consumidor, divulgado pela FGV às 8h (horário de Brasília), e o índice de inflação, IPCA-15, às 9h. 

Nos Estados Unidos, serão divulgadas as vendas de novas moradias às 11h; neste mesmo horário, o presidente do Fed, Jerome Powell, fará um novo discurso. 

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: