Navegue:
Lockdowns na China atrasam em 60 dias início da internet 5G em capitais do Brasil

Lockdowns na China atrasam em 60 dias início da internet 5G em capitais do Brasil

Atraso na entrega de equipamentos encomendados da China fizeram Anatel prorrogar o prazo para a implantação do 5G no Brasil

pessoa sobe em antena de telefonia celular

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

O conselho diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações ) decidiu na quinta-feira (2) estender em 60 dias o prazo para que as companhias de telefonia comecem a oferecer o sinal de internet 5G nas capitais brasileiras.

O prazo para liberação da faixa de radiofrequências de 3.300 a 3.700 MHz, que permite a ativação deste sinal, era 30 de junho, e as companhias tinham até 31 de julho para instalar Estações Rádio Base (ERBs) na proporção de uma para cada 100 mil habitantes nas capitais. Com o prazo adicional, essas datas passam a ser 29 de agosto e 29 de setembro deste ano, respectivamente.

Em algumas situações será possível liberar com antecedência o sinal de 5G, mas isso dependerá de avaliação da Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz (EAF) e da aprovação da Anatel.

⇨ Acompanhe seus ganhos e gastos e cuide melhor do seu dinheiro. Baixe o GranaMap!

A motivação técnica para estender o prazo foi a impossibilidade de entrega de equipamentos pela indústria. Antes de o sinal 5G ser implantado, é necessária a instalação de equipamentos para evitar interferências em sinais de antenas parabólicas.

Segundo a Anatel, o lockdown na China, a escassez de semicondutores, as limitações do transporte aéreo e a demora no desembaraço aduaneiro trouxeram impactos ao projeto.

O edital do Leilão do 5G já previa que os prazos estabelecidos no cronograma poderiam ser alterados em 60 dias, desde que constatadas dificuldades técnicas para a realização de atividades necessárias para a migração da recepção do sinal de televisão aberta e gratuita por meio de antenas parabólicas na Banda C para a Banda Ku ou para a desocupação da faixa de 3.625 MHz a 3.700 MHz por sistemas do Serviço Fixo por Satélite (FSS).

Compartilhe:

Compartilhe: