Navegue:
Ibovespa cai pressionado por Vale (VALE3), Petrobras (PETR4) e setor aéreo; Banco Inter (BIDI11) é destaque nas altas

Ibovespa cai pressionado por Vale (VALE3), Petrobras (PETR4) e setor aéreo; Banco Inter (BIDI11) é destaque nas altas

No primeiro pregão após o final de semana prolongado pelo feriado de Páscoa, o Ibovespa volta a operar em queda

Gráfico de ações

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

No primeiro pregão após o final de semana prolongado pelo feriado de Páscoa, o Ibovespa volta a operar em queda, pressionado principalmente pelos papéis da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR4), que caíam 1,42% e 1,95% respectivamente. Juntas, as empresas somam quase 25% de todos os papéis negociados na Bolsa, e com isso, uma queda combinada atrapalha a performance do índice.

O Ibovespa, por sua vez, caía 0,40% às 13h10, e operava com 115.710 pontos. Quem liderava a ponta mais negativa do índice era a Gol (GOLL4), que desvalorizava 3,78% no mesmo horário, sendo seguida por Azul (AZUL4) que caía 3,44%.

O setor de aviação e turismo caía em bloco nesta segunda-feira, pressionado pela alta no preço do petróleo nos últimos dias. O preço do Brent – que serve como referência para o mercado internacional – subia 1,1% no mercado futuro da ICE, cotado a US$ 113 o barril.

Além da queda das aéreas, CVC (CVCB3) recuava 1,25%. Contudo, para José Simão, sócio da Legend Investimentos, mesmo com o impacto negativo do preço dos combustíveis afetando as empresas, na contrapartida, a desvalorização do dólar frente ao real deveria contrabalançar a performance. Dessa forma, ele vê essa queda do setor como “exagerada”.

Segundo números da Plataforma TradeMap, a moeda americana é cotada a R$ 4,69 nesta segunda, uma queda de 0,51% na comparação intradia.

Para Simão, da Legend, a Bolsa brasileira apresenta uma performance de “correção” no dia impactada por uma perspectiva de aperto monetáraio global, principalmente nos Estados Unidos e Europa, somado ao conflito entre Rússia e Ucrânia, que voltou a se acirrar nos últimos dias.

A guerra, que já dura mais de 50 dias, continua firme com os russos exigindo rendições de soldados ucranianos na região de Mariupol, enquanto o governo ucraniano afirmou que as forças armadas não irão se render, e não vão abrir mão do território.

Além disso, a União Europeia anunciou na última semana que aplicará sanções em relação à importações energéticas da Rússia. Na visão de Simão, isso só aumenta as perspectivas de piora na inflação global, e acaba prejudicando as bolsas pelo mundo.

Depois das companhias aéreas, a fila das principais baixas do dia ficava com Totvs (TOTS3), que recuava 3,14%, Suzano (SUZB3), que apontava em 2,82% para baixo e CSN (CSNA3), que caía 2,80%.

Banco Inter sustenta altas

Na ponta positiva, as units do Banco Inter (BIDI11) lideravam as subidas do pregão com uma valorização de 6,59% após a divulgação de que a instituição retomou seus planos de reorganização societária para listar uma nova holding na Nasdaq, uma das bolsas de Wall Street, em Nova York.

Por meio de fato relevante comunicado à Comissão de Valores Imobiliários (CVM) na noite de sexta (15), a instituição financeira declarou que realizou um filing público de um aditivo à declaração de registro na na SEC, a CVM americana.

Para a Genial Investimentos, a listagem das ações no exterior é positiva para o Inter, pois permite novas ofertas públicas, mantendo a estrutura de controle da empresa, além de possibilitar que a “instituição negocie a múltiplos mais elevados, geralmente aplicados a companhias listadas no exterior.

O valor de resgate será equivalente ao preço da ação no fechamento do dia 14 deste mês, que foi de R$ 16,53. Caso as solicitações de resgate superem o montante estabelecido, os acionistas receberão o rateio do limite de resgate e o saldo residual em BDRs do Inter.

Veja a análise:

Banco Inter (BIDI11) cria estrutura para reorganização societária e mudança para a Nasdaq

Na sequência do Inter vinham Banco do Brasil (BBAS3) subindo 2,78%, Fleury (FLRY3) crescendo 2,45% e Locaweb (LWSA3), que apontava em 2,11% para cima.

Wall Street sobe enquanto bolsas europeias seguem fechadas

Os índices acionarios americanos operam no positivo nesta segunda enquanto os investidores por lá seguem acompanhando o início da temporada de balanços. Nesta semana, nomes como Bank of America, Netflix, Tesla e Johnson & Johnson divulgarão seus números do primeiro trimestre.

Enquanto isso, as bolsas subiam em bloco depois de iniciarem seus pregões com volatilidade. Dow Jones crescia 0,22%, S&P 500 valorizava 0,26% e o Nasdaq Composto apontava em 0,28% para cima. Na Europa, as bolsas estão fechadas por conta do feriado de Páscoa. 

Compartilhe:

Compartilhe: