Navegue:
Engie Brasil (EGIE3): Apesar de 2º tri acima da expectativa, ação cai por volatilidade generalizada

Engie Brasil (EGIE3): Apesar de 2º tri acima da expectativa, ação cai por volatilidade generalizada

Por volta de 12h40, o papel ordinário da empresa caía 2,31%, a R$ 43,13

Fachada de prédio da Engie

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A Engie Brasil (EGIE3) chegou a figurar como a maior queda do Ibovespa logo após a abertura, mas logo devolveu um pouco das perdas, mesmo que os números do segundo trimestre do ano, divulgados na noite de terça-feira (2), tenham vindo acima da expectativa do mercado.

Sob a condição de anonimato, um analista de uma grande corretora disse à Agência TradeMap que essa baixa das ações está relacionada mais a uma conjuntura de mercado, que tem influenciado diretamente a Bolsa brasileira.

“O mercado está volátil para todos os setores. Os resultados em si não devem estar afetando, o mercado tem uma visão otimista do setor como um todo”, explicou a fonte.

No segundo trimestre do ano, a Engie reportou lucro líquido ajustado de R$ 514 milhões, uma alta de 20,4% em relação ao mesmo período do ano passado. O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, que reflete a geração de caixa, deu um salto na comparação anual, para R$ 1,897 bilhão, subindo 24%.

Leia também:

Engie Brasil: Preço mais alto de venda de energia impulsiona lucro e Ebitda no 2º trimestre

Para a fonte, além dos bons resultados, a Engie anunciou dividendo intercalar acima do esperado.

“Tem muita volatilidade no mercado como a guerra entre Rússia e Ucrânia, inflação, juros, eleições e agora Taiwan”, diz a fonte.

A tensão sobre Taiwan foi disseminada após a visita da presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi. Apesar da ilha ter governo próprio e democrático, a China a considera como parte de seu território e, através de pressões comerciais e diplomáticas, evita que outros países reconheçam a área como nação independente.

Em relatório distribuído ao mercado nesta quarta-feira (3), a XP Investimentos afirma que o segundo trimestre da geradora veio ligeiramente acima das estimativas .

De acordo com os analistas Herbert Suede e Maíra Maldonado, os resultados da Engie foram basicamente influenciados pelo segmento de geração, no qual a companhia conseguiu vender energia a um preço mais elevado.

Por volta de 12h40, o papel ordinário da empresa caía 2,31%, a R$ 43,13.

Dentre 14 recomendações colhidas pela Refinitiv com instituições financeiras e disponíveis no TradeMap, seis são de compra, sete para manter o papel e uma para vender. A mediana dos preços-alvo é de R$ 45,60 para a ação ordinária, o que representa uma valorização de 3,28% em relação ao fechamento de terça-feira, que foi de R$ 44,15.

Compartilhe:

Compartilhe: