Navegue:
Eletrobras, Maxi Renda (MXRF11) liberado e o que você precisa saber para investir bem hoje

Eletrobras, Maxi Renda (MXRF11) liberado e o que você precisa saber para investir bem hoje

TCU continua hoje votação sobre privatização da Eletrobras e expectativa é de que ministro Vital do Rêgo faça objeções

logotipo da Eletrobras junto a imagem de turbina eólica

Foto: T. Schneider / Shutterstock.com

Por:

Compartilhe:

Por:

A Eletrobras (ELET6) deve voltar ao centro das atenções do mercado nesta quarta-feira (18), dia em que o TCU (Tribunal de Contas da União) retomará o julgamento sobre a privatização da estatal.

O aval da corte é necessário para afastar a hipótese de que a operação prejudicaria as contas públicas. Sem a chancela, o governo fica impedido de avançar com o plano de vender novas ações da Eletrobras e reduzir sua participação na companhia de aproximadamente 70% para menos de 50%.

A discussão será retomada às 14h30 após um pedido de vista do ministro Vital do Rêgo. Segundo informações divulgadas na imprensa, ele deve defender uma análise mais profunda sobre as provisões feitas pela Eletrobras.

Provisões são reservas que as empresas montam para despesas que podem ser obrigadas a pagar. No caso da Eletrobras, essas reservas aumentaram em função de processos judiciais.

O argumento de Vital do Rêgo é que, ao aumentar as provisões, a Eletrobras necessariamente reduziu o pagamento de dividendos, e que as contas públicas serão prejudicadas se a empresa tiver superestimado o valor dessas reservas e precisar revertê-las após a privatização.

Ainda segundo informações publicadas na imprensa, ele defenderá a criação de um mecanismo que impeça esse potencial prejuízo, mas outros ministros seriam contra a inclusão deste item na privatização porque isso poderia atrasar o processo.

O governo quer privatizar a empresa até agosto, antes das eleições.

Alívio entre os FIIs

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) voltou atrás e desistiu de limitar a distribuição de rendimentos do fundo imobiliário Maxi Renda (MXRF11). O órgão regulador abandonou, por unanimidade, a interpretação de que deveria haver restrições nos pagamentos aos cotistas em caso de prejuízo contábil.

O caso estava sendo acompanhado pelo mercado porque, assim como o Maxi Renda, havia outros fundos imobiliários que também estavam rodando com prejuízo contábil e poderiam sofrer limitações na distribuição dos rendimentos aos cotistas.

Bolsas internacionais digerem comentários de Powell

O presidente do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, participou ontem de uma conferência e reiterou que a instituição está decidida a controlar a inflação do país.

O principal recado dado pela autoridade foi que os juros americanos continuarão subindo até a inflação começar a desacelerar “de forma convincente”, e que isso pode significar taxas de juros altas o suficiente a ponto de dificultar o crescimento da economia.

O discurso retirou o ímpeto de alta que vinha sendo observado nos mercados de ações do exterior. Por volta das 8h10 (de Brasília), o índice Stoxx 600, que reúne as principais ações dos países europeus, caía 0,2%, enquanto nos EUA os contratos futuros dos índices acionários Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq Composto recuavam de 0,3% a 0,6%.

Compartilhe:

Compartilhe: