Navegue:
Confira as gestoras brasileiras com maior exposição às ações da Netflix (NFLX34); queda supera os 20% no after-market

Confira as gestoras brasileiras com maior exposição às ações da Netflix (NFLX34); queda supera os 20% no after-market

Fundos das gestoras Western, IP Capital e Itaú detinham as maiores posições em dezembro de 2021

Netflix reproducao

Foto: Reprodução

Por:

Compartilhe:

Por:

Em meio à derrocada das ações da Netflix no pós-mercado em Nova York depois de a empresa reportar queda da base de assinantes pela primeira vez em dez anos (leia mais aqui), investidores se preparam para a abertura do pregão de quarta-feira (20).

E, no Brasil, o olhar recai não apenas sobre o ativos, mas também sobre fundos de gestão ativa e passiva (como ETFs) com exposição aos papéis, que caíam cerca de 23% no mercado americano por volta das 20h20 (horário de Brasília), a US$ 260,59.

Levantamento do TradeMap mostra que, em dezembro de 2021, última data disponível com as informações das carteiras, fundos das gestoras Western (Western Asset FIA BDR Nível I), IP Capital (IP Value Hedge Master FIA BDR Nível I) e Itaú (Itaú Us Tech FIA FIE) detinham as maiores posições em ações e BDRs da Netflix.

Fundo Posição em 12/2021
Western Asset FIA BDR Nível I R$ 112.261.097,31
Ip Value Hedge Master FIA BDR Nível I R$ 103.367.024,74
Itaú Us Tech FIA FIE R$ 79.237.054,79
Ip Participações Ipg Master FIA BDR Nível I R$ 67.599.394,50
Ip Participações Master FIA BDR Nível I R$ 58.162.934,55
Safra Consumo Americano FIA BDR Nível I PB R$ 55.729.604,00
FIA Caixa Institucional BDR Nível I R$ 29.890.431,73
Vitreo Tech Select FIA BDR Nivel I R$ 26.987.957,64
Opportunity Global Equity FIA BDR Nível I FIE R$ 26.134.773,27
Opportunity Global Equity Reais FI Ações BDR Nível I FIE R$ 22.346.540,91

Fonte: TradeMap

Por gestoras, a IP tinha a maior posição em Netflix, com R$ 275,8 milhões nos papéis em dezembro, seguida por Western, com R$ 112,3 milhões, e Itaú Asset (R$ 79,2 milhões).

Os BDRs da plataforma de streaming encerraram o pregão da B3 desta terça-feira em queda de 12,4%, a R$ 27,40. Em um mês, os ativos caem 25,6% e, em um ano, 54,3%.

Os BDRs da Netflix ocuparam a 10ª posição entre os mais negociados na Bolsa brasileira em março, com 2,3% do total.

No universo de gestão passiva, o ETF IVVB11, responsável pelo maior volume negociado entre os fundos de índices de renda variável internacionais, tem ações da Netflix na carteira diante da exposição ao ETF gerido pela BlackRock nos EUA que segue o índice S&P 500. Os papéis tinham peso de 0,40% no ETF de referência na segunda-feira (18).

Compartilhe:

Compartilhe: