Navegue:
Pix pode ter saque em dinheiro a partir do 2º semestre

Pix pode ter saque em dinheiro a partir do 2º semestre

O Banco Central abriu uma consulta pública sobre as novas modalidades do Pix

Banco Central Divulgacao
Por:

Compartilhe:

Por:

Nesta segunda-feira, 10, o Banco Central (BC) abriu uma consulta pública sobre a criação de dois novos serviços ligados ao Pix (sistema brasileiro de pagamentos instantâneos), o Pix Saque e o Pix Trocoque permitirão a retirada de recursos em espécie em comércios. 

Pix Saque é uma transação para saque de dinheiro em espécie, exclusivamente. Na prática, irá atuar como um saque simples, semelhante ao que é realizado em caixas eletrônicos. 

Já o Pix Troco é a retirada de dinheiro associado a uma prestação de serviço ou compra. 

A previsão é que as novas modalidades estejam disponíveis para uso dos consumidores já no segundo semestre deste ano. 

Em nota, o BC informou que definirá, por meio da consulta pública, um limite de valor máximo diário a ser sacado. A princípio, está estipulado em R$ 500,00. 

Os usuários terão quatro saques gratuitos por mês, seja de Pix Saque ou Pix Troco. A partir da quinta transação, uma tarifa poderá ser cobrada pelas instituições financeiras 

De acordo com o banco, essas tarifas não poderão ser cobradas diretamente pelos agentes de saque. 

“Os estabelecimentos comerciais e demais agentes de saque terão liberdade de definir se querem ofertar apenas Pix Saque, apenas Pix Troco ou ambos; os dias e períodos que pretendem disponibilizar o serviço; informações sobre os valores (exemplo, apenas múltiplos de R$ 10), entre outros”, afirmou a instituição. 

O BC receberá sugestões para a consulta pública pela internet até o dia 09 de junho. 

 Foto: Banco Central/Divulgação

Compartilhe:

Compartilhe: