Navegue:
Petro e Vale sustentam Ibovespa, novas denúncias políticas, taxa de desemprego e indicadores no radar

Petro e Vale sustentam Ibovespa, novas denúncias políticas, taxa de desemprego e indicadores no radar

Por:

Compartilhe:

Por:

O Ibovespa fechou em queda de 0,41% na última quarta-feira, 30, e agora está de volta aos 126 mil pontos.  

Porém, mesmo com os recuos dos últimos dias, o índice conseguiu terminar o semestre com saldo positivo de 6,5%.  

O mercado está receoso com o clima político tenso do país. Além da reforma tributária que a Faria Lima não gostou, novos escândalos políticos se somam às incertezas.  

Ontem, os investidores tiveram que digerir uma nova denúncia contra o Ministério da Saúde na condução da crise pandêmica.  

Isso porque na noite de terça-feira, dia 29, o jornal Folha de S. Paulo relatou um esquema de corrupção para a compra de 400 milhões de doses da AstraZeneca.  

Em seguida, e-mails que comprovam que o ministério negociou com representantes da Davati Medical Supply engrossaram o caldo.  

A denúncia diz que a suposta intermediadora da AstraZeneca só conseguiria efetuar a venda se pagasse uma propina de US$ 1 por cada dose em troca da assinatura.  

Em um gesto que foi lido quase como uma confissão de culpa, o governo demitiu Roberto Ferreira Dias, diretor de Logística do Ministério da Saúde que teria pedido a propina, segundo a Folha.  

E as denúncias de irregularidades na compra de vacinas contra a Covid-19 não param aí. Ainda há o contrato da vacina indiana, Covaxin, que segue em investigação na CPI do Senado.  

Neste cenário turbulento, partidos de oposição, parlamentares de diferentes campos políticos, movimentos sociais e até mesmo ex-aliados do governo protocolaram um “superpedido de impeachment” contra o presidente Jair Bolsonaro. 

O documento reúne 123 pedidos anteriores, listando 23 diferentes acusações. 

Para piorar ainda mais o dia, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a taxa de desemprego do Brasil. O indicador continua em 14,7% no trimestre móvel encerrado em abril, mantendo níveis recordes.    

Com tudo isso, o saldo da bolsa só não foi pior porque as ações de commodities seguraram o tombo.  

Petrobras e Vale, juntas, valorizaram no dia e fortaleceram o Ibovespa.   

Os papéis da Petro avançaram 0,82%. O que contou mesmo foi a expectativa sobre a venda de sua participação de 37,5% na BR Distribuidora, avaliada em R$ 11 bilhões.  

Já a Vale (+0,76%) seguiu a alta de 0,82% no minério de ferro, cotado no porto chinês de Qingdao. Mas foi a única do setor. As empresas de siderurgia e metalúrgica registraram quedas.  

Agenda Econômica 

Para esta quinta-feira, 1º de julho, teremos divulgação do Índice de Confiança Empresarial (ICE) e o PMI Industrial, além da Balança Comercial Mensal. 

O clima político não deve arrefecer tão cedo. De acordo com análise do Bom Dia Mercado, o mercado já reconhece o risco real de as denúncias contra o governo federal acabarem mal e começa a diminuir o ritmo e manter a cautela. A 

Entretanto, ainda sem sinais de estresse. 

Compartilhe:

Compartilhe: